Sergio Neves/AE - 05/04/2010
Sergio Neves/AE - 05/04/2010

São-paulinos pregam inteligência para vencer no Peru

Para Marlos, equipe tricolor precisa fechar espaços e atacar com velocidade para superar o Universitário

AE, Agência Estado

26 de abril de 2010 | 13h25

São Paulo e Universitário vão fazer na quarta-feira o duelo das duas melhores defesas da Copa Libertadores. O time peruano, que vai atuar em casa, ainda está invicto na competição. Mas o bom desempenho do rival na fase de grupos não assusta os brasileiros.

Antes de embarcar para a capital Lima, os são-paulinos pregaram inteligência e velocidade para furar a retranca peruana e sair em vantagem no primeiro jogo das oitavas de final.

"Temos que usar a inteligência, fechar bem os espaços e atacar com velocidade. Temos que usar a cabeça pra fazer um bom jogo e conseguir uma grande vitória. Um bom resultado lá é um importante passo rumo as quartas de final", afirmou o meia Marlos.

O volante Rodrigo Souto previu dificuldade diante do Universitário, mas acredita que o São Paulo conseguirá sair com a vitória na quarta. "A gente sabe que eles ainda não perderam na Libertadores e, assim como nós, têm a melhor defesa da competição. Será um jogo muito difícil, pois o Universitário é um time perigoso".

"Mas na Libertadores não dá pra só se defender, ainda mais fora de casa. Entramos sempre pensando em vencer, em buscar os três pontos", completou o volante. "Não vamos com o pensamento de ficar atrás, mas sim de atacar e buscar uma vitória", reforçou Marlos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.