Osservatore Romano/ Reuters
Osservatore Romano/ Reuters

Bauza é apresentado e promete São Paulo equilibrado em 2016

'Preciso ter um time com obrigações', disse o argentino de 57 anos

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

23 de dezembro de 2015 | 13h47

O técnico Edgardo Bauza foi apresentado na tarde desta quarta-feira, no CT do São Paulo, após assinar contrato de um ano com o time paulista. Em sua apresentação, o treinador mostrou simpatia e disse estar ciente dos desafios e dificuldades que terá no comando da equipe do Morumbi. Segundo o comandante argentino, sua intenção é fazer com que o time tenha como ponto forte, o equilíbrio em campo.

"Minha ideia de jogo é o equilíbrio. Para ter isso, é preciso ter uma equipe com obrigações. Obviamente, o São Paulo vai buscar sempre a vitória, mas isso não quer dizer que vão jogar todos na frente ou atrás. O futebol demonstra que precisamos atacar e defender com os 11 e trataremos de fazer isso", disse o treinador, que prometeu melhorar o português para conseguir se comunicar com os jogadores e a imprensa.

O argentino de 57 anos disse que chegar ao São Paulo é um dos maiores desafios de sua carreira. "É um orgulho estar em um clube como o São Paulo e ter a responsabilidade de dirigi-lo. É um desafio importante e vamos fazer com muita vontade e dedicação, como fiz em todos os clubes em que passei. Esperamos um final muito feliz", projetou. Bauza admite que não terá muito tempo para trabalhar, mas acredita que será o suficiente para iniciar o ano com bons resultados. "O tempo que teremos é pouco. Estamos diagramando a pré-temporada muito específica para a equipe chegar bem na primeira parte do Campeonato Paulista e Libertadores", assegurou.

Sobre reforços, o treinador explicou que ainda não chegou a pedir por algum nome específico para a diretoria, pois está analisando o elenco, mas aguarda pela contratação para todos os setores. "Tenho um diagnóstico primário da equipe. Sigo vendo algumas coisas e conversando com as pessoas que estavam no clube e que têm mais conhecimento do elenco. Falei com o Osorio (Juan Carlos Osorio, ex-técnico da equipe) para tentar entender sua opinião e estamos falando com a direção sobre a possibilidade de contratar. Não falamos de nomes ainda. Vi que saíram alguns nomes na imprensa, mas ainda estamos vendo as posições que mais precisamos de reforços. Inicialmente, a ideia é ter novas peças na defesa, no meio e no ataque", explicou, sorrindo.

CARREIRA

Edgardo Bauza passou pelo Rosario Central, Velez Sarsfield, Colon, Sporting Cristal, LDU e Al Nassr. Conquistou a Copa Libertadores da América de 2008 e 2014, a Recopa Sul-Americana de 2010, Bicampeonato Equatoriano de 2007 e 2010 e o Apertura do Campeonato Peruano de 2004. Ele ainda foi eleito o melhor treinador da América do Sul em 2008, pelo jornal El País. No mesmo ano, foi eleito o terceiro melhor técnico do mundo pelo IFFHS.

REFERÊNCIAS

Edgardo Bauza comentou sobre os dois principais treinadores do futebol mundial, Pep Guardiola e José Mourinho. Disse que gosta do trabalho de ambos, mas ressaltou a conduta de Guardiola em conseguir fazer com que seus jogadores manejem a bola o tempo todo. De Mourinho, agora desempregado depois de sair do Chelsea, ressaltou o setor defensivo, sólido, e a objetividade das equipe que comanda. E se conseguir misturar um pouco dos dois no seu trabalho no São Paulo, será de grande valia para resgatar a tradição do clube.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCBauza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.