Divulgação
Divulgação

São Paulo acompanha decisão judicial sobre zagueiro Breno

Jogador pode deixar a prisão na Alemanha em janeiro e reforçar a zaga do Tricolor

Mateus Tamiozzo, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

23 de setembro de 2013 | 15h19

SÃO PAULO - O zagueiro brasileiro Breno, ex-jogador do Bayern de Munique, poderá deixar a prisão em janeiro. A informação foi divulgada domingo pelo jornal alemão Die Welt. O atleta está na cadeia há pouco mais de dois anos, na região da Bavaria, sob acusação de colocar fogo na própria casa em Munique. O dirigente do Bayern, Karl-Heinz Rummenigge, afirmou ao jornal que o destino do zagueiro deve ser o São Paulo, seu clube de origem no Brasil. Também ao Die Welt, o gerente das categorias de base do tricolor paulista, José Geraldo de Oliveira, destacou que Breno jogará em breve pelo São Paulo.

Por meio da assessoria de comunicação, o clube paulista informou ao Estado que "está acompanhando o processo de perto". O São Paulo mantém um contrato de trabalho com Breno e atualmente presta "assistência de amparo" à família do zagueiro. O ex-proprietário do imóvel onde o jogador morava na Alemanha pede indenização de cerca de 150 mil euros (quase R$ 450 mil). O advogado do atleta, porém, disse à publicação alemã que o valor será pago a partir do momento em que Breno retornar ao trabalho.

CONDENAÇÃO

No ano passado, promotores alemães alegaram que Breno estava embriagado no momento do ocorrido. O zagueiro teria usado isqueiros para atear fogo à sua própria casa, além de um produto que acelera a propagação das chamas.

Tudo o que sabemos sobre:
FurinterSão Paulo fcfutebolBreno

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.