Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

São Paulo admite descuido no início do segundo tempo

Dois gols do Emelec em nove minutos quase complicaram o que parecia vaga bem encaminhada nas semifinais da Sul-Americana

FERNANDO FARO, O Estado de S. Paulo

31 de outubro de 2014 | 08h17

Assim que terminou o primeiro tempo, o torcedor do São Paulo acreditava que os 3 a 0 seriam uma vantagem suficiente para ser administrada e ampliada, mas os dois gols do Emelec em nove minutos quase complicaram o que parecia uma vaga bem encaminhada nas semifinais da Copa Sul-Americana.

O São Paulo chegou ao quarto gol com Antonio Carlos e conseguiu diminuir o prejuízo - a equipe pode perder por um gol de diferença na semana que vem, no Equador, que ainda se classifica. Ainda assim, os jogadores admitiram que o vacilo no início do segundo tempo incomodou.

"Entramos um pouco relaxados, a gente achou que eles iriam esperar mais e nos surpreenderam. Depois do primeiro gol demoramos a entrar no jogo", analisou Antonio Carlos.

Apesar de ter feito o gol e conseguido ganhar novamente uma vantagem razoável, a sensação é de que o jogo de volta poderia ter virado apenas uma formalidade, mas que o time precisará lutar muito para evitar a eliminação. O goleiro Rogério Ceni admitiu que esperava mais, mas mostrou otimismo.

"Tivemos momentos de instabilidade. Não conseguimos acertar passe; o Maicon saiu e era ele que vinha dando o ritmo. Depois o time se acertou, jogou melhor a parte final. Pelo que fizemos no primeiro tempo é algo que nos decepciona, mas nada que mude a nossa visão sobre o torneio. Queremos o título", ponderou.

O São Paulo agora esquece a Copa Sul-Americana e volta a focar no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o time enfrenta o Criciúma fora de casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.