Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

São Paulo admite: título está mais longe

O título de Campeão Brasileiro ficou muito distante para o São Paulo. A opinião é dos próprios jogadores, desanimados após a derrota por 1 a 0 para o Figueirense, sábado à noite, em Florianópolis, que quebrou a seqüência de cinco vitórias consecutivas - tirando o jogo contra o São Caetano, que terá seu complemento jogado quarta-feira. "Agora as coisas ficaram muito mais complicadas para nós. Essa derrota não estava nos nosso planos. Mas não há nada que possamos fazer, paciência", lamenta o zagueiro Fabão.Ter perdido o embalo é uma das principais preocupações do elenco são-paulino. O fim da série de vitórias mudou muito o clima no clube. De acordo com os cálculos do técnico Emerson Leão, além de vencer o São Caetano nos 31 minutos que serão jogados na quarta-feira, o São Paulo precisará de mais seis vitórias se quiser continuar na luta pelo Campeonato Brasileiro, que não conquista desde 1991."São três pontos que nos farão muita falta lá na frente. Uma derrota como essa complica, e muito, a nossa situação", comenta o atacante Grafite.O lateral-esquerdo Júnior, que teve mais uma vez uma atuação apenas discreta, concorda com os companheiros. Segundo ele, apesar de respeitar o Figueirense, os jogadores não esperavam ser surpreendidos com a derrota. "Nosso objetivo é conquistar o título, mas ficou muito mais difícil. A derrota nos atrapalhou muito", disse o jogador. "Nós temos de pensar no próximo jogo agora. É esquecer e reagir. Se a gente quiser continuar sonhando com o título do Campeonato Brasileiro, precisamos voltar a vencer."Invencibilidade - Desde o dia 25 de setembro o São Paulo não perdia no Campeonato Brasileiro. A última derrota foi para o Grêmio, 2 a 1, em Porto Alegre. "Não esperávamos um jogo tão difícil, mas eles jogaram muito bem e mereceram a vitória", disse Júnior. Foi a primeira derrota do São Paulo para o Figueirense em campeonatos brasileiros. "A gente não conseguiu criar e eles souberam aproveitar as melhores oportunidades. Mas a verdade é que nós não fomos bem", disse o atacante Diego Tardelli, que substituiu o meia Danilo. "Eles nos marcaram muito bem. Lutaram bastante o tempo todo. Não deram muitos espaços para a gente."O elenco se reapresenta nesta segunda-feira à tarde no Centro de Treinamentos, visando o jogo contra o São Caetano, na quarta-feira, em que apenas 31 minutos serão disputados - o jogo foi interrompido aos 14 minutos do segundo tempo, depois que o zagueiro Serginho, do São Caetano, teve parada cardíaca e morreu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.