São Paulo afirma que arbitragem atrapalhou reação

Para Cléber Santana, pênalti para o Grêmio não existiu e mudou história do jogo no Olímpico

AE, Agência Estado

30 de setembro de 2010 | 10h37

Os jogadores do São Paulo afirmaram que o árbitro mineiro Ricardo Marques Ribeiro foi o principal responsável pela derrota por 4 a 2 para o Grêmio, na noite de quarta-feira, no Estádio Olímpico. Para o volante Cléber Santana, o pênalti convertido por Jonas quando a partida estava empatada não existiu.

Veja também:

linkBaresi vê time desequilibrado, mas ainda confia em vaga

linkGrêmio vence e complica São Paulo na briga por vaga na Libertadores

Brasileirão - tabela Classificação / lista Resultados

blog BATE-PRONTO - São Paulo: fechado para balanço

"Nosso time estava no jogo, mas aí apita um pênalti desse. Isso é sacanagem. Não existe isso. Teve um lance na área deles e ele não marcou. Apita para um e não apita para o outro... Aí é complicado. Não posso dizer que decidiu o jogo, mas a partida estava controlada. Aí tivemos de sair para o jogo e tomamos mais um gol", afirmou.

O volante Rodrigo Souto também considerou que a arbitragem atrapalhou o São Paulo, que conseguiu empatar a partida por 2 a 2, depois de estar perdendo por 2 a 0. "O juiz foi determinante. Buscamos o empate e ainda dá um pênalti daquele. Fica difícil. Complicado. Mudou completamente a história do jogo", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.