São Paulo afunda, Pato desencanta, Vettel dispara, Anderson Silva apanha e britânicos festejam em Wimbledon

Sem técnico, Tricolor perde outra, Corinthians ganha com dois de Pato e Murray ganha de Djokovic

Fábio Hecico, O Estado de S. Paulo

08 de julho de 2013 | 09h24

SÃO PAULO - Copa das Confederações finalizada, Brasil campeão, a bola voltar a rolar no Campeonato Brasileiro com muitos gols e alguns grandes desencantando. Na Fórmula 1, o alemão Sebastian Vettel ganhou a primeira corrida em casa e vê o tetracampeonato cada vez mais perto. Em Wimbledon, após 77 anos de espera, os britânicos voltaram a comemorar a conquista da competição com Andy Murray. No Liga Mundial, o Brasil lidera após duas vitórias sobre a Bulgária e no Mundial de Vôlei de Praia, o País não conseguiu terminar no topo do pódio. E no UFC 162, Anderson Silva perdeu o cinturão após trocar a luta por brincadeiras e provocações e ser nocauteado por Chris Weidman. O resumo esportivo traz o que de melhor aconteceu no fim de semana.

CAMPEONATO BRASILEIRO

Após quase um mês de pausa para a disputa da Copa das Confederações, o Campeonato Brasileiro voltou com um novo líder, o Botafogo, estreia de Mano Menezes no Flamengo, de Renato Gaúcho no Grêmio e de Paulo Cesar Carpegiani na Ponte Preta, Alexandre Pato desencantando no Corinthians e São Paulo e Vasco se afundando na crise.

SÃO PAULO X SANTOS

No primeiro jogo sem o técnico Ney Franco, demitido, o São Paulo recebeu o Santos, ainda sob o comando do interino Claudinei Oliveira, e recheado de garotos, confiante em injeção de ânimo com a direção de Milton Cruz. E, realmente, a equipe até jogou melhor em boa parte do tempo. Criou chances, colocou Aranha para trabalhar, mas no fim, acabou superado em dois contragolpes e gols de cabeça de Giva e Cícero.

BAHIA X CORINTHIANS

Com início de competição ruim, com apenas uma vitória em cinco jogos, o Corinthians visitou o Bahia com cinco desfalques, Alessandro, Paulo André, Danilo, Douglas e Emerson e sob pressão de reagir para fugir das últimas colocações. Começou levando sufoco, porém, viu a estrela de Alexandre Pato voltar a brilhar. Sem marcar há 10 jogos e perdendo chances incríveis, desta vez a sorte esteve ao lado do atacante, autor dos dois gols da vitórias por 2 a 0 que levou o time para a sétima colocação.

BOTAFOGO X FLUMINENSE

A Arena Pernambuco foi o palco escolhido para o clássico entre Botafogo e Fluminense, que valia a ponta da competição. Com muitas estrelas em campo, o público de menos de 10 mil pessoas decepcionou. O futebol, não, tamanha a disposição e chances criadas de ambos os lados. Melhor para o Alvinegro, que venceu por 1 a 0, gol de Seedorf, e ultrapassou o Coritiba.

ESTREIAS E CRISE

A sexta rodada ainda ficou marcada pela estreia oficial de alguns treinadores. No Flamengo, Mano Menezes até elogiou a evolução da equipe, mas lamentou o empate por 2 a 2 com o ex-líder Coritiba após abrir vantagem de 2 a 0. Renato Gaúcho também iniciou sua trajetória no Grêmio com igualdade: 1 a 1 com o Atlético-PR, em Curitiba. Festa fez Paulo César Carpegiani na Ponte Preta. Sua nova equipe visitou o Náutico, fez 3 a 1 e deixou a lanterna e a zona de rebaixamento de uma tacada só. Com reservas, pensando na Libertadores, o Atlético-MG superou o Criciúma por 3 a 2, enquanto o Cruzeiro lamentou o 1 a 1 com a Lusa e o Vasco se afunda com 5 a 3 para o Internacional.

SÉRIE B

O Palmeiras contou com a inspirada volta do chileno Valdivia após 114 dias tratando de série de lesões, para fazer mais uma vítima em sua caminhada rumo à elite nacional. Em Presidente Prudente, o meia brilhou e o Alviverde goleou o Oeste por 4 a 0. O Palmeiras se consolida no G-4, mas vê o surpreendente Chapecoense liderar a Série B após mais um triunfo, desta vez sobe o ASA, por 2 a 0.

FÓRMULA 1

Felipa Massa mais uma vez errou, rodou e o GP de Nurburgring durou apenas quatro voltas para o brasileiro da Ferrari. As Mercedes não foram fortes em ritmo de corrida e quem fez a festa foi o tricampeão Sebastian Vettel. O alemão ganhou pela primeira vez uma prova “em casa” e a gora soma 34 pontos de vantagem sobre Fernando Alonso, o quarto na corrida.

TÊNIS

O Torneio de Wimbledon terminou neste domingo com festa para os britânicos. Após 77 anos de jejum, eles finalmente viram um atleta local erguer o troféu. O escocês Andy Murray ganhou de forma arrasadora do número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic, por 3 sets a 0, para fazer a festa na sagrada grama londrina. NO feminino, a comemoração foi francesa com Marion Bartoli ganhando o título pela primeira vez. Nas duplas, mistas e masculina, o Brasil bateu na trave com dois vices. Marcelo Melo e Ivan Dodig perderam na decisão para os irmãos Bryan e Bruno Soares deixou escapar a taça ao lado de Lisa Raymons levando a virada de Daniel Nestor e Kristina Mladenovic por 2 sets a , com parciais de 5/7, 6/2 e 8/6.

VÔLEI

A seleção brasileira já está na fase final da Liga Mundial de Vôlei, que será disputada na Argentina. A vaga veio com duas vitórias sobre a Bulgária, em Brasília, ambas por 3 a 1 de virada, e com triunfo da Polônia sobre os Estados Unidos.

VÔLEI DE PRAIA

No Vôlei de Praia, o Brasil desta vez não subiu no topo de uma etapa do Mundial. Ficou em segundo com Ricardo e Álvaro no masculino (perderam na final para os holandeses) e em terceiro com Lili e Bárbara, na Polônia.

FÓRMULA INDY

A 11ª etapa da Fórmula Indy, em Pocono, foi dominada pela equipe Chip Ganassi, que colocou seus três pilotos no pódio. Até agora fazendo temporada discreta, a equipe fez festa com vitória de Scott Dixon, seguido por Charlie Kimball e Mário Andretti. Líder do Mundial, com 356 pontos, Hélio Castroneves cruzou em oitavo e Tony Kanaan foi apenas o 13º.

UFC

Anderson Silva não é mais o campeão dos pesos médios. O brasileiro perdeu da pior forma no UFC 162.  Diante do invicto norte-americano Chris  Weidman, Anderson esqueceu de lutar e preferiu passar o tempo todo provocando o rival no octógono em Las Vegas. Deu a cara a tapa, fingiu estar grogue em golpes errados pelo oponente até levar um soco para valer e beijar a lona. Caiu desacordado e ainda disse que “estava feliz”.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.