José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

São Paulo aguarda rescisão de Lugano para finalizar contratação

Time do Morumbi espera zagueiro se desvincular do clube atual

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

05 de janeiro de 2016 | 14h06

O São Paulo espera a liberação do Cerro Porteño, do Paraguai, para finalizar a contratação do zagueiro Diego Lugano. O clube do Morumbi aguarda a rescisão do uruguaio com o seu time atual para concluir o retorno do jogador, que entre 2003 e 2006 já atuou pela equipe paulista e foi campeão mundial e da Libertadores em 2005.

"Precisamos esperar o Cerro Porteño. Não temos nada a fazer a não ser aguardar que as coisas se resolvam por lá", disse ao Estado o presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. O dirigente explicou que não existe prazo para a finalização do trâmite, porém as expectativas são boas quanto ao desfecho. O jogador se reapresentou com atraso ao clube paraguaio no último domingo e vai conversar com a diretoria ainda nesta terça-feira sobre a sua situação.

Caso exista uma definição em breve, o zagueiro fica livre para acertar com o São Paulo. "Não existe uma conversa assim tão avançada com o Lugano. Mas há perspectivas de bom entendimento", explicou Leco. O uruguaio é ídolo da torcida e foi bastante festejado pelos são-paulinos quando esteve no Morumbi no dia 12 de dezembro para o jogo de despedida de Rogério Ceni.

O São Paulo ainda não confirmou reforços para 2016 e vê na vinda de Lugano a possibilidade de trazer experiência e liderança ao elenco. O time não terá na temporada o goleiro Rogério Ceni, aposentado, fora Luis Fabiano, que foi para o futebol da China, dois atletas que tinham o maior peso histórico dentro do elenco do clube na última temporada.

A equipe se reapresenta no CT da Barra Funda nesta quarta-feira, ao meio-dia. Será o primeiro dia de trabalho do time no ano e a chance dos jogadores conhecerem o novo técnico, o argentino Edgardo Bauza. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.