São Paulo ainda tem duas dúvidas para armar o time

O médico José Sanches, o supervisor Marco Aurélio Cunha e o preparador físico Carlinhos Neves têm reunião importante com o técnico Muricy Ramalho, na tarde desta quarta-feira, no hotel da deleção são-paulina em Buenos Aires. Assunto: decidir sobre a escalação de dois titulares importantes - o volante Josué e o centroavante Aloísio - no jogo contra o Estudiantes, pelas quartas-de-final da Copa Libertadores.Os dois sofreram lesão durante a vitória sobre o Corinthians, domingo passado, pelo Brasileirão. Josué teve uma contratura na coxa esquerda e sente muitas dores. Aloísio também tem problemas na perna esquerda.Segundo o supervisor do clube, Marco Aurélio Cunha, que é médico, Josué, apesar de ter corrido nesta terça-feira no treino de reconhecimento no local do jogo, o estádio do Quilmes, sente "um desconforto". E Aloísio também preocupa. ?Ele é mais dengoso. Vamos aguardar um pouco mais para liberá-lo para o Muricy?, disse Marco Aurélio Cunha.O preparador físico Carlinhos Neves, no entanto, está mais otimista e considera como boas as chances de Josué e Aloísio enfrentarem o Estudiantes de La Plata, nesta quarta-feira, a partir das 21h45, em Buenos Aires.Se Josué não puder jogar, Ramalho deve entrar em seu lugar. Para a vaga de Aloísio, o substituto pode ser o meia Lenílson, que jogaria ao lado de Alex Dias.O treino de reconhecimento realizado nesta terça-feira serviu também para que o zagueiro André Dias, que sofreu uma pancada forte na perna esquerda contra o Corinthians, fosse liberado para enfrentar o Estudiantes. Ele correu, saltou, bateu na bola, fez todos os movimentos e está confirmado na defesa são-paulina, ao lado de Fabão e Lugano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.