Divulgação/SPFC
Divulgação/SPFC

São Paulo assina com consultora para estudar abertura de SAF

Alvarez & Marsal, empresa com experiência na área, será a responsável por alinhar e estruturar o clube para o formato

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de março de 2022 | 14h17

O São Paulo assinou nesta quarta-feira, 9, o acordo com a Alvarez & Marsal, empresa de consultoria especializada em gestão e reestruturação de empresas. Com histórico de atuação em grandes marcas ao redor do mundo, ela também vem trabalhando com diversas equipes brasileiras nos últimos tempos.

A ideia dessa parceria é alinhar e estruturar o clube para a criação de sua Sociedade Anônima do Futebol (SAF), o primeiro passo para que o São Paulo encontre um investidor para controlar o futebol.

"Temos de fazer todas as ações conscientes do tamanho do São Paulo Futebol Clube. Hoje damos mais um importante passo em nossa gestão, sendo algo já planejado para este nosso segundo ano de gestão. É fundamental dentro dos processos do Clube termos parceiros, aliados e prestadores de serviço líderes de mercado como a Alvarez & Marsal", afirmou o Presidente Julio Casares.

Nesse processo, a análise feita pela empresa também poderá ser utilizada no estudo de separação do futebol e do social, previsto no estatuto do clube. O São Paulo também montou uma comissão interna para analisar e avaliar todas as possibilidades.

"Nosso trabalho inicial no clube é avaliar as oportunidades em que o São Paulo pode se beneficiar nesse novo cenário do esporte no país. Nosso objetivo é buscar alternativas que possam ser interessantes para o clube gerar mais valor. Acreditamos que este é o início de uma longa e bem sucedida parceria", comentou Fred Luz, diretor da A&M Sportainment, área de esporte e entretenimento da consultoria Alvarez & Marsal.

O resultado dos estudos e análise desse grupo deve ser entregue até novembro, para ser devidamente avaliado pelo seu Conselho de Administração.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.