Divulgação
Divulgação

São Paulo analisa a possibilidade de contratar Diego Lugano

Cláusula prevê liberação do zagueiro em caso de proposta do clube

CIRO CAMPOS, O Estado de S. Paulo

30 de outubro de 2015 | 10h29

A nova diretoria do São Paulo começou a discutir o planejamento de 2016 e tem na pauta o nome de um possível alvo para reforçar o time. O zagueiro uruguaio Diego Lugano, do Cerro Porteño, tem sido analisado pelo clube e pode ser uma das buscas para reforçar o elenco na próxima temporada.

Prestes a completar 35 anos, o jogador teve passagem vitoriosa pelo São Paulo, ao ser campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes em 2005. Lugano foi capitão da seleção uruguaia em duas Copas do Mundo e antes mesmo de acertar com o clube paraguaio, em julho, ficou próximo de acertar com o time do Morumbi.

Na ocasião, o vice-presidente de futebol Ataíde Gil Guerreiro e o então técnico Juan Carlos Osorio acharam melhorar não concluir a contratação para darem espaços no time a jogadores mais jovens da defesa, como Lucão e Lyanco.

Lugano tem no contrato com a equipe paraguaia uma cláusula que prevê a rescisão em caso de proposta do São Paulo. Ídolo da torcida, o uruguaio chegaria para compensar no próximo ano a aposentadoria de atletas experientes e identificados com os são-paulinos. Rogério Ceni deve se aposentar e Luis Fabiano não deve ter o contratado renovado. Além disso, a zaga não tem no momento jogadores com mais de 30 anos.

Pode pesar contra a vinda de Lugano a preferência por poupar a boa imagem com a torcida. O jogador deixou o São Paulo como ídolo e poderia se arriscar a perder a reputação em caso de uma passagem ruim no próximo ano.

O presidente recém-eleito Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e outros membros da diretoria discutem a possível contratação junto com outras mudanças para a próxima temporada. O gerente executivo de futebol Gustavo Oliveira já retomou o trabalho no clube nesta semana e tem participado do planejamento, assim como o vice de futebol Ataíde Gil Guerreiro.

Até a próxima quarta-feira o clube deve nomear toda a nova diretoria para a gestão que vai até abril de 2017. Alguns membros da antiga cúpula devem ser mantidos, mas a tendência é de uma grande renovação.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCDiego Lugano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.