Divulgação
Divulgação

São Paulo anuncia acordo com a Adidas para fornecimento de material esportivo

Decisão da diretoria tricolor ainda passará por conselhos do clube; time ainda pode vestir Under Armour até junho

Matheus Lara e Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

27 de fevereiro de 2018 | 15h44

O São Paulo aceitou nesta terça-feira a proposta da Adidas para ser a nova fornecedora de material esportivo do clube tricolor. A decisão da diretoria executiva ainda passará pelo Conselho Deliberativo e de Administração, que deve aprovar a escolha.

Sidão vê elenco do São Paulo comprometido para amenizar 'julgamento' de Dorival

No fim do ano passado, como revelou o Estado, o clube rescindiu o contrato com Under Armour, com quem tinha contrato desde 2015 e que iria até 2019. A marca pagou a multa proporcional aos dois anos e dois meses restantes de contrato e permitiu que o time de Dorival Junior utilizasse os uniformes com sua marca até junho de 2018.

O valor e o tempo de contrato com a Adidas são sigilosos, mas o Estado apurou que clube e marca vinham negociando uma parceria de 3 a 5 anos, e o São Paulo tentava acertar valores próximos do contrato com a Under Armour, sempre apontado como um bom negócio. O clube recebia R$ 15 milhões anuais em dinheiro, mais um valor perto disso em materiais esportivos. 

Ainda não há uma definição de data para lançamento dos novos materiais esportivos. Por causa do acordo com a Under Armour, uma das possibilidades é que o São Paulo só vista uniformes da Adidas a partir de junho. Se a nova fornecedora e o clube quiserem antecipar a utilização dos novos uniformes, não há impedimento.

Sem a Under Armour, Penalty, Nike, Topper, Kappa e Adidas eram empresas citadas como possíveis novas fornecedoras do uniforme do São Paulo, até a decisão desta terça. Um dos argumentos para a rescisão com a Under Armour seria o baixo retorno em venda de camisas no Brasil, impulsionado pela situação financeira do País.

Procurada, a Adidas soltou uma nota oficial reforçando que tem conversado com o São Paulo. "A adidas confirma que está em negociações com o SPFC para uma parceria", disse. Ela ainda fornece o material esportivo para o Palmeiras, que tem contrato até o final do ano com a empresa alemã. A estimativa é que o alviverde receba cerca de R$ 20 milhões por ano.

Confira a nota oficial do clube: 

"A Diretoria Executiva do São Paulo Futebol Clube comunica que aprovou proposta da adidas para o fornecimento de material esportivo. O acordo agora percorrerá instâncias internas do clube, o Conselho de Administração e o Conselho Deliberativo, a partir de quando será documentado."

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.