Evelson de Freitas/ Estadão
Evelson de Freitas/ Estadão

São Paulo anuncia novo diretor para vaga de Kalil

Em comunicado, a equipe exalta que seu novo dirigente fez especialização em administração esportiva

AE, Agência Estado

21 de agosto de 2013 | 19h21

SÃO PAULO - O São Paulo anunciou nesta quarta-feira que o advogado Leonardo Serafim dos Anjos foi nomeado novo diretor jurídico do clube. Ele vai ocupar o cargo deixado na véspera por Kalil Rocha Abdalla, que entregou carta de renúncia ao presidente Juvenal Juvêncio e deverá ser o candidato da oposição nas eleições internas do clube, previstas para abril do ano que vem.

Leonardo Serafim dos Anjos tem 40 anos, e é conselheiro do clube. Em comunicado, o São Paulo exalta que seu novo diretor fez especialização em administração esportiva e é pós-graduado em direito desportivo. Ele também foi procurador do Superior Tribunal de Justiça Desportiva da CBF por oito anos, entre 2004 e 2012. Desde o ano passado era diretor adjunto no São Paulo.

"Estou muito feliz com a possibilidade de contar com o Leonardo na diretoria jurídica. Trata-se de um grande companheiro com larga experiência em questões de direito desportivo e do direito em geral, e que vai nos ajudar muito em nossa gestão", declarou o presidente Juvenal Juvêncio, em nota publicada no site oficial do clube.

Kalil Rocha Abdalla surpreendeu ao anunciar, terça, seu desejo de concorrer à presidência tricolor nas eleições do ano que vem. Desta forma, Marco Aurélio Cunha deve abrir mão de sua candidatura para apoiar a candidatura de Kalil e atuar como vice de futebol na próxima gestão são-paulina.

A novidade é mais um duro golpe para o grupo de Juvenal, tido antes como imbatível para o pleito. Os maus resultados em campo e o isolamento político começam a minar o cacife do dirigente, que ainda não tem um nome para indicar à sua sucessão. A leitura de Marco Aurélio é a de que o nome de Kalil tem maior penetração para conquistar votos no Conselho Deliberativo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.