São Paulo/Divulgação
São Paulo/Divulgação

São Paulo anuncia a contratação do lateral-direito Daniel Alves

Capitão da seleção brasileira na última Copa América assinou com o time paulistano até o fim de 2022

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de agosto de 2019 | 20h33

O São Paulo anunciou na noite desta quinta-feira a contratação do lateral-direito Daniel Alves até o fim de 2022. O jogador de 36 anos estava livre no mercado desde junho, quando encerrou seu contrato com o Paris Saint-Germain, da França. Ele será o camisa 10 da equipe tricolor - o número estava vago desde a saída de Nenê. Veja as reações da torcida tricolor sobre a chegada do jogador.

O anúncio foi feito inicialmente por meio de vídeo da São Paulo TV. Na imagem aparece a conquista do bicampeonato mundial em 1993, sobre o Milan, da Itália, e Daniel Alves faz uma narração:

"Agora, é domingo, e nós estamos assistindo aos jogos de futebol na TV preto e branca. Para nós, esse é o melhor dia da semana, muita alegria na nossa casa. Agora, é 2019. Eu poderia ter escolhido qualquer lugar para jogar, mas eu escolho voltar para o Brasil. Pelo meu país, pelo meu povo, pelo meu clube de coração. É irreal, mas estou aqui", diz o lateral, que  voltará a jogar no Brasil após 17 anos.

Daniel Alves estava de férias desde o título da Copa América com a seleção brasileira, em julho. Capitão da equipe, ele foi eleito o craque da competição.

O São Paulo tratava as negociações com cautela e não queria criar expectativa na torcida. O clube se preocupava com a concorrência de times europeus. Daniel Alves chegou a receber propostas do exterior, mas não se animou. A ideia do jogador era ter um contrato longo, com o projeto de disputar a Copa do Mundo de 2022. O presidente tricolor, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, exaltou a contratação.

"Daniel Alves é a personificação do que essa gestão vislumbra para o São Paulo. Um dos principais jogadores no mundo e reconhecido pelo seu imenso profissionalismo, por sua determinação ferrenha e sua sede interminável por títulos e vitórias. É, também, um cidadão engajado socialmente e apaixonado pelo nosso país. O São Paulo, portanto, ganha em todas as frentes possíveis. Um dia disse ao Daniel que ele viria jogar no São Paulo, seu clube do coração. Hoje tenho a imensa alegria e orgulho de ter cumprido essa promessa”, disse o presidente, em entrevista ao site oficial do clube.

O técnico Cuca pedia há meses um reforço para a lateral direita do São Paulo. Atualmente, Igor Vinícius tem sido titular. O volante Hudson, que vinha sendo improvisado no setor, pediu para voltar a ser utilizado em sua posição de origem. Bruno Peres foi liberado para buscar outro clube e aguarda propostas.

O São Paulo chegou a negociar com Adriano, que acertou com o Athletico-PR. Outros laterais também foram analisados pela diretoria e pela comissão técnica. 

FICHA TÉCNICA:

Nome completo: Daniel Alves da Silva

Data de nascimento: 06/05/1983 (36 anos)

Local de nascimento: Juazeiro (BA)

Altura: 1m72

Peso: 70kg

Clubes: Bahia (1998-2002), Sevilla-ESP (2002-2008), Barcelona-ESP (2008-2016), Juventus-ITA (2016-2017), Paris Saint-Germain-FRA (2017-2019) e São Paulo (2019).

Títulos por clubes: Copa do Nordeste (2002), Copa da UEFA (2005/06 e 2006/07), Supercopa Europeia (2006, 2009, 2011 e 2015), Copa do Rei da Espanha (2006/07, 2008/09, 2011/12, 2014/15 e 2015/16), Supercopa da Espanha (2007, 2009, 2010, 2011 e 2013), Mundial de Clubes da FIFA (2009, 2011 e 2015), Liga dos Campeões (2008/09, 2010/11 e 2014/15), Campeonato Espanhol (2008/09, 2009/10, 2010/11, 2012/13, 2014/15 e 2015/16), Campeonato Italiano (2016/17), Copa da Itália (2016/17), Campeonato Francês (2017/18 e 2018/19, Copa da França (2017/18), Copa da Liga Francesa (2017/18) e Supercopa da França (2017).

Títulos pela Seleção Brasileira: Mundial Sub-20 (2003), Copa das Confederações (2009 e 2013) e Copa América (2007 e 2019)

Premiações: Melhor lateral-direito no Mundial Sub-20 (2003), Melhor jogador da Copa da UEFA (2005/06), Melhor jogador da Supercopa Europeia (2006), Time do Ano da UEFA (2007, 2009, 2011, 2015 e 2017), Time do Ano da FIFA (2009, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2017 e 2018), Equipe do ano da European Sports Media (2006/07, 2008/09, 2009/10 e 2010/11), Melhor lateral-direito do Campeonato Espanhol (2008/09), FIFPro World XI (2009, 2011, 2012, 2013, 2015, 2016, 2017 e 2018), Copa das Confederações - equipe do campeonato (2009 e 2013, Equipe do Campeonato Francês (2017/18), Melhor jogador da Copa América (2019) e Seleção da Copa América (2019).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.