Divulgação/SPFC
Divulgação/SPFC

São Paulo anuncia 'pacotão de natal' com cinco reforços

Clube fecha com o lateral-esquerdo Cortês e divulga os primeiros nomes para a próxima temporada

estadão.com.br

21 de dezembro de 2011 | 23h31

SÃO PAULO - O São Paulo oficializou, nesta quarta-feira, a contratação dos primeiros cinco reforços para a próxima temporada. A diretoria aguardava apenas o desfecho da negociação com o lateral-esquerdo Cortês para anunciar os nomes, que jé eram comentados nas últimas semanas: o volante Fabrício, ex-Cruzeiro,  do zagueiro Paulo Miranda, que atuava pelo Bahia,  o meio-campista Maicon e o zagueiro Edson Silva, destaques do Figueirense no Campeonato Brasileiro, além do lateral vindo do Botafogo

A maior contratação até agora foi a de Cortês. O São Paulo venceu a concorrência de Santos e Roma, da Itália, e  pagou R$ 6 milhões por 50% dos direitos econômicos do jogador, que pertenciam ao Botafogo.  O tempo de contrato foi firmado em cinco anos. “Meu objetivo é trabalhar forte para me firmar na equipe, voltar à seleção e conquistar títulos”, disse o atleta de 24 anos ao site oficial do clube.

Aposta da diretoria e do técnico Leão para ser um dos líderes do time, que neste ano foi chamado de pouco combativo, o volante Fabrício também espera marcar época no Morumbi. “Chego com uma expectativa enorme, de título. Vi vários quadros na parede do CT e quero deixar o meu também.” 

 Para não repetir algumas fracassadas contratações para este ano, o vice-presidente de futebol do clube, João Paulo de Jesus Lopes, aproveitou para mandar um recado aos reforços: que tenham compromisso com o time. 

"Estes atletas vêm para preencher as necessidades que a gente detectou na equipe. São jogadores que entendemos de grande talento, buscando uma projeção maior e certamente todos com muito compromisso com a equipe, algo que insistiremos que ocorra na temporada 2012."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolsao paulo fc

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.