Érico Leonan/saopaulofc.net
Érico Leonan/saopaulofc.net

São Paulo aposta em Ricardo Gomes para triunfar diante do Internacional

Jogo marca a reestreia do treinador no comando do time tricolor

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

21 Agosto 2016 | 07h03

Começa neste domingo a nova era Ricardo Gomes no São Paulo diante do Internacional, às 16h, no Beira-Rio, justamente contra o adversário que culminou na demissão do treinador em sua primeira passagem pelo clube, em 2010. 

Ricardo Gomes dirigiu o São Paulo entre 2009 e 2010, quando foi demitido na semifinal da Libertadores após vencer o Inter por 2 a 1, no Morumbi. O problema, porém, é que a equipe havia sido derrotada por 1 a 0 no Morumbi, na partida de ida. 

O treinador chega ao São Paulo com uma ingrata missão. O time inicia a rodada com 13 pontos atrás do líder, mas ainda acredita em briga pelo título. Pelo menos é o discurso dos atletas, que passaram a semana elogiando o novo comandante e com o discurso de que tudo será diferente a partir de agora. 

Na última rodada, o São Paulo perdeu por 1 a 0 para o Botafogo, no Morumbi, ainda sob o comando de André Jardine e não deixou boa impressão. O time criou poucas chances e levou o gol aos 48 minutos do segundo tempo. 

Para tentar colocar os nervos no lugar e correr contra o tempo, para fazer suas mudanças táticas na equipe o mais rápido possível, Ricardo Gomes resolveu dar todos os treinos fechados, sem a presença da imprensa, por tempo indeterminado. Experiente, o ex-zagueiro também não quis prometer que faria a tão esperada revolução na equipe a ponto de colocá-la na ponta da tabela. 

O que mais preocupa a diretoria e os jogadores mais experientes é o tempo que o time pode levar para se adaptar ao novo treinador. Até por isso, o clube aboliu a ideia de contratar mais um técnico estrangeiro, como fez com Osorio e Bauza. 

"Já tive experiências em que a equipe demora a se adaptar ao modo de trabalhar de um treinador, mas espero que essa troca não seja nenhum problema. O Bauza já tinha deixado a equipe adaptada, mas cada técnico é diferente. Teve o Jardine, com bom trabalho, e agora o clube conseguiu trazer um treinador que vai agregar muito à equipe", disse o meia Michel Bastos, novidade da equipe no Sul.

O goleiro Denis, um dos poucos atletas do elenco que trabalhou com Ricardo Gomes em sua primeira passagem, demonstra muita confiança no fato do treinador conseguir dar um rápido padrão tático e faça o time deixar a parte intermediária da tabela. "A primeira passagem dele por aqui foi muito boa. Não tenho o que falar, é um excelente técnico e tenho certeza de que veio pra ajudar e agregar cada dia mais", disse.

O Internacional vive uma crise que parece não ter fim. São 12 jogos sem vitórias, com protesto da torcida, demissão do ídolo Paulo Roberto Falcão e a estreia de Celso Roth no Beira-Rio.

Em relação ao time, Vitinho e Fernando Bob estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo. William e Rodrigo Dourado, que estavam com a seleção brasileira olímpica, podem, pelo menos, ficar no banco.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Ceará, Paulão, Ernando e Artur; Fabinho, Eduardo Henrique, Seijas e Valdívia; Eduardo Sasha e Nico López 

Técnico: Celso Roth

SÃO PAULO: Denis; Buffarini, Maicon, Lyanco e Mena; João Schmidt; Kelvin, Hudson, Michel Bastos e Cueva; Chavez 

Técnico: Ricardo Gomes

Juiz: Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE) 

Local: Beira-Rio, em Porto Alegre 

Horário: 16h

 

Notícias relacionadas
Mais conteúdo sobre:
São Paulo FCFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.