São Paulo aposta nos veteranos

Os jovens mudaram a "cara" do São Paulo, resgataram o ânimo do time nos últimos jogos, mas, na hora da decisão, o técnico Oswaldo Alvarez deu preferência aos veteranos. Nesta quarta-feira à noite, contra o Fluminense, pelas semifinais do Torneio Rio-São Paulo, Vadão escalará no meio-de-campo o volante Fabiano, que não atuou na última partida por estar suspenso, e o meia Souza, recuperado de contusão.Júlio Batista, de 20 anos, que enfrentou a Inter de Limeira no sábado, e Harison, 19, que vinha jogando, ficarão no banco de reservas. Cacá também ficará como opção para o segundo tempo e, novamente, deverá entrar na equipe. O único dos jovens talentos a permanecer no time será o atacante Renatinho, que formará dupla com França.A explicação de Vadão para tirar do time os atletas mais novos é a importância de se contar com jogadores experientes numa decisão. "O Souza é técnico, passa muito bem a bola e acrescenta qualidade no meio-de-campo", afirmou. "Se a competição fosse longa, poderia esperar dez dias para escalá-lo, mas o torneio é curto." O atleta, que não atua há mais de 20 dias por causa de uma contusão no tornozelo direito, disse que não tem condições de jogar a partida inteira. Por isso, deverá ser substituído no intervalo. "Senti um pouco de dores depois do treino, mas a vontade de jogar prevalece nessa hora." Além de esperar que a mudança dê resultado, o treinador torce para que o São Paulo entre em campo mais atento do que no primeiro confronto com o Fluminense, há 20 dias, quando foi derrotado por 5 a 2, na primeira fase do Rio-São Paulo. A maior preocupação é com a dupla de ataque do time carioca, formada por Agnaldo e Asprilla. Os dois foram os grandes responsáveis pela vitória em janeiro, principalmente o colombiano. Ele marcou dois gols, sofreu um pênalti e ainda provocou a expulsão de Wilson, Rogério Pinheiro e Gustavo Nery. Por isso, sofrerá forte marcação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.