São Paulo aposta numa rodada favorável para entrar no G4

Jogo contra o Sertãozinho, nesta quinta, é encarado como grande chance na busca da classificação

Agência Estado

24 de março de 2008 | 18h15

O São Paulo traçou uma meta para o jogo contra o Sertãozinho, quinta-feira, no Morumbi: vencer para entrar no G4, o grupo dos times que avançam para as semifinais do Paulistão. Os jogadores são-paulinos acreditam que têm uma rodada bastante favorável para conseguir figurar entre os quatro primeiros colocados do campeonato. Veja também: Dirigente vê 'precedente perigoso' na pena de Kléber Kléber pega 3 jogos de suspensão por agressão a André Dias São Paulo avisa: vai jogar preocupado apenas em ganhar Além de enfrentar um rival que está na zona de rebaixamento, o São Paulo aposta no tropeço de pelo menos um rival na luta para ficar no G4. E eles têm jogos complicados nesta 17ª rodada do campeonato. O líder Guaratinguetá, que tem dois pontos a mais que o São Paulo - 31 contra 29 -, sai para enfrentar o Mirassol na quinta-feira. Um dia antes, o Palmeiras, segundo colocado com 31, recebe a Portuguesa no Palestra Itália. Também na quarta, a Ponte Preta, que soma 30 e está em terceiro, joga fora contra o Rio Claro, enquanto o Corinthians, quarto com 30, faz o clássico contra o Santos, na Vila. "Eu acredito que, se conseguirmos vencer o Sertãozinho, diante dos confrontos que os outros times terão, temos uma perspectiva boa para entrar no G4", afirmou o goleiro Rogério Ceni, o capitão são-paulino.  O atacante Borges repete o discurso de Rogério Ceni. "Agora é outra final, temos de ter o mesmo espírito que tivemos em Campinas, porque temos uma chance para voltar ao G4", afirmou o jogador, autor do gol da vitória do São Paulo sobre o Guarani, no último domingo. Para o técnico Muricy Ramalho, os resultados na última rodada deixaram o campeonato indefinido. "As quatro vagas ainda estão abertas. Por isso, temos de pensar em vencer os três jogos que restam para não depender de ninguém. Não adianta traçar meta de pontos. Coloco para os jogadores que precisamos vencer", explicou o comandante do São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.