São Paulo arranca empate contra o Flu

O São Paulo mostrou evolução, mas não conseguiu vencer e sair da zona do rebaixamento do Brasileiro - é o 19.º colocado, com 22 pontos. O empate por 1 a 1 com o Fluminense, nesta quarta-feira, no Morumbi, foi ruim, mas poderia ter sido pior: o time chegou a estar perdendo, mas reagiu graças ao oportunismo de Amoroso, que evitou nova derrota. "Faltou cada um se empenhar um pouco mais. Em casa, precisamos ganhar, se não a situação vai ficar muito complicada", comenta o atacante, que ainda acredita na reação. "A equipe tem qualidade." Sem Cicinho - que não atuou por não ter sido feito o seguro com o Real Madrid -, o São Paulo começou se movimentando bem, com Christian e Amoroso no ataque, mas deu espaços ao Fluminense, que, no toque de bola de Petkovic e Felipe, chegava com qualidade à frente. Para sorte dos paulistas, porém, os cariocas praticamente não finalizaram as jogadas. E quando criaram chances, as desperdiçaram. Aos 41, depois de furada de Edcarlos, Leandro ficou frente à frente com o goleiro, mas perdeu gol incrível. A seriedade do time de Paulo Autuori na marcação foi comprometida pela displicência na criação das jogadas. O meio-campo errou muitos passes e não fossem alguns lances criativos de Amoroso - como a bicicleta, dentro da área, aos 20 minutos - Kleber não teria feito nenhuma defesa difícil. Nos escanteios cobrados por Leandro Bomfim o São Paulo também assustou, mas não conseguiu inaugurar o marcador no primeiro tempo. O comportamento da equipe foi o mesmo na etapa final. A diferença é que o time criou mais chances de gols. No cruzamento da esquerda, Danilo cabeceou com perigo. Aos 16, o meia fez boa jogada individual e bateu forte, mas Kleber fez boa defesa. Os erros do meio-campo também foram os mesmos. Leandro Bomfim e Danilo foram substituídos por Souza e Velber, que nada fizeram. Mas os paulistas não aproveitaram o cansaço do rival, já que Petkovic e Felipe literalmente pararam em campo. A partir dos 20 minutos, o time de Paulo Autuori dominou o meio-campo, pressionou, mas não foi objetivo. E, num contra-ataque, sofreu o gol. Aos 35, Lugano falhou e Tuta, sumido em campo, completou o cruzamento de cabeça e abriu o placar. O São Paulo foi salvo pelo oportunismo de Amoroso. Dois minutos depois, o atacante recebeu dentro da área e, com tranqüilidade, tocou por cima de Kleber e empatou o jogo. "O time teve mérito de reagir rapidamente", observou Amoroso. "Vamos sair dessa." A torcida, bastante desconfiada, espera que ele esteja certo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.