São Paulo ataca Sertãozinho para se manter na briga pela vaga

Técnico Muricy Ramalho deve começar a partida nesta quinta com os atacantes Adriano, Borges e Dagoberto

Giuliano Villa Nova, O Estado de S. Paulo

26 de março de 2008 | 19h21

Se não derrotar o Sertãozinho nesta quinta-feira, a partir das 21h45 (com transmissão do estadao.com.br), no Morumbi, o São Paulo corre o risco de assistir às semifinais do Campeonato Paulista pela televisão. Para evitar o que os próprios jogadores definem como decepção, o time do técnico Muricy Ramalho será ousado e deve atuar com três atacantes - Dagoberto, Borges e Adriano. Tudo para furar a retranca do adversário e manter as esperanças de classificação. Veja também: Classificação Calendário e Resultados "Ainda temos chances e vamos buscar a vaga. Como ninguém está jogando um grande futebol, também podemos lutar pelo título", comentou Muricy, admitindo que seu time pode jogar melhor do que tem feito até agora nesta temporada. Mas, diante da necessidade de bons resultados, ninguém no elenco são-paulino faz questão de que o time jogue bem. Além de bater o Sertãozinho, o São Paulo ainda precisará derrotar o Bragantino, em Bragança Paulista, e o Juventus, em casa, para garantir um lugar entre os quatro melhores do campeonato.  "Teoricamente, temos jogos menos difíceis do que nossos adversários, mas precisamos vencer", alertou o zagueiro Miranda, que formará o trio defensivo titular nesta quinta-feira junto com André Dias e Juninho - este último volta de suspensão. Adriano também volta ao time, após cumprir suspensão, e será o principal reforço do ataque, que deve ter Dagoberto numa função um pouco diferente: além de aparecer à frente, para tabelar com os companheiros, precisará ajudar na armação das jogadas.  "Já fiz essa função antes e não devo ter problema", revelou Dagoberto. "Será bom ajudar a trabalhar as jogadas, po São PauloRogério Ceni; André Dias, Juninho e Miranda; Joilson, Zé Luis, Fábio Santos e Jorge Wagner; Dagoberto, Borges e AdrianoTécnico: Muricy RamalhoSertãozinhoLauro; Pedro Paulo, Galeano e Erivélton; Lucas, Elias, Ceará, Assis e Pinheiro; Tuto e Marcos DennerTécnico: Lori SandriÁrbitro: Claudinei Forati SilvaEstádio: MorumbiHorário: 21h45Rádio: Eldorado/ESPN - AM 700 Khzis ainda estamos pecando muito nos passes." DESFALQUESCom Hernanes e Richarlyson na seleção brasileira (atuaram nesta quarta-feira, diante da Suécia, em Londres), Fábio Santos e Zé Luis formarão a dupla de volantes do São Paulo nesta quinta. Muricy admite que Fábio Santos ainda não recuperou o ritmo, após superar uma lesão que o afastou por duas semanas dos gramados, mas nem pensa em poupá-lo. "Neste momento, não posso escolher quem está 100%. É uma decisão e o jogador tem de ir como for possível", explicou o treinador.  Um critério um pouco diferente do que foi utilizado com Borges, no jogo passado, diante do Guarani, quando Muricy deixou o atacante na reserva sob a alegação de preservá-lo. "Às vezes, fazemos isso para não ‘estourar’ ninguém, se insistirmos muito com determinados jogadores, talvez não se tenha o rendimento esperado", justificou o técnico. Dessa vez, no entanto, Borges será titular, para formar o trio ofensivo com Dagoberto e Adriano. MISTÉRIONesta quarta-feira, na véspera do confronto com o Sertãozinho, o São Paulo fez um treino com portas fechadas, no qual Muricy procurou acertar o posicionamento dos jogadores. Ele também comandou um treinamento de finalizações, já que a média de gols tem caído: nas últimas cinco partidas, o time balançou as redes adversárias apenas cinco vezes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.