São Paulo autoriza agente para negociar Richarlyson

Jogador, no entanto, custaria ao clube interessado cerca de 6 milhões de euros; destino é a Europa

Marcius Azevedo, Jornal da Tarde

18 de dezembro de 2008 | 10h45

O volante Richarlyson está à venda. E os interessados terão de desembolsar 6 milhões de euros (R$ 20 milhões) para levá-lo. "Esse é o valor que queremos", disse o vice-presidente de futebol do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco.Veja também:Juvenal diz que FPF quer impedir crescimento do São PauloRenato Silva chega ao São Paulo com fome de títulos Tabela e calendário do Paulistão 2009Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoA decisão de negociar o jogador na próxima janela de transferências foi tomada pela diretoria e aceita, sem contestação, pela comissão técnica. Esperar seis meses seria "jogar dinheiro no lixo". Leco, porém, diz que até o momento não recebeu nenhuma proposta por Richarlyson.O São Paulo autorizou inclusive um empresário a procurar clubes na Europa. Um time da Espanha e outro da Inglaterra teriam demonstrado algum interesse. O agente do jogador, Júlio Fressato, porém, diz que já enviou ofertas de Hamburgo e Schalke 04, ambos da Alemanha, para apreciação do clube e que só aguardava uma resposta para negociar salário e tempo de contrato com os alemães.A única certeza é que ele não fica. Tanto que o São Paulo já contratou o volante Eduardo Costa e está atrás do também volante Arouca e do lateral-esquerdo Junior Cesar, ambos do Fluminense - posições em que Richarlyson atuou nesta temporada. "São dois jogadores que interessam", admite Leco. REFORÇOO atacante Washington adiou em um dia os exames médicos que faria em Curitiba antes de assinar contrato. Ele passará por prova ergométrica, estudo de cintilografia, ultra-som intracoronário, estudo funcional completo e cateterismo, além de fazer uma medição do nível de glicose, porque é diabético e enfrentou problemas cardíacos que chegaram a afastá-lo do futebol, no começo desta década.Washington será acompanhado pelo superintendente de futebol e médico Marco Aurélio Cunha. "Está tudo certo. Só faltam os exames", diz Leco. Os exames, no entanto, devem adiar a apresentação do jogador, que pode ficar apenas para o ano que vem.

Tudo o que sabemos sobre:
RicharlysonSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.