São Paulo avisa: festa não tem fim

"Vai ter mais festa." Esta é a promessa do guerreiro Grafite, grande símbolo desta conquista são-paulino. O atacante, que neste domingo não fez gol e ainda foi expulso, é referência para a Copa Libertadores da América, o grande sonho dos torcedores do clube. "Conquistamos o primeiro título, agora vamos atrás da Libertadores agora." Grafite estava muito feliz com a conquista do 1.º título da carreira. Depois de fase negra com os são-paulinos, na qual mal entrava em campo e via sua cabeça pedida, agora selou, de vez, o casamento com a torcida. Neste domingo, inclusive, presenteou-a com sua camisa, meião, chuteira e até calção. "A vitória da determinação, luta, garra." E comemorou o ´nascimento do filho´. Ou seja, o título. "Estávamos com m uita ansiedade, pois não sabíamos se seríamos o pai verdadeiro. Agora o meinino nasceu, e com nossa cara," comemorou. Em alta, acredita que com o futebol que vem apresentando no clube, será lembrado por Carlos Alberto Parreira para o duelo amistoso contra a Argentina, dia 27. "É um objetivo." Grafite, assim como todos os jogadores, procurou credita o título ao técnico Emerson Leão. "Ele foi o grande responsável. O maior de todos, soube montar e conduzir o time." "Se Deus quiser esté é o primeiro de muitos", desabafou Cicinho, que também ainda não tinha sentido o gostinho de títulos. Além dele, Edcarlos, Renan e Diego Tardelli deram a primeira volta olímpica da carreira.Consagração - O goleiro Rogério Ceni e o zagueiro Lugano foram os dois jogadores mais festejados pela torcida. "É o melhor goleiro do Brasil", ouviu, várias vezes, o camisa 1. Retribuiu o carinho aplaudindo os torcedores, bem perto do alambrado. "O mais emocionante é ver a alegria deles, não tem preço." Só de cuecas, Lugano agradeceu a torcida, que gritou muito seu nome. "É uma grande felicidade comemorar um título jogando no Brasil. Não tem preço." "Me considero um predestinado. Deus me dá tantas jóias e neste domingo, mais uma vez, me contemplou," afirmou o lateral Júnior, que conquistou seu 2.º Campeonato Paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.