Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Gustavo Aleixo/Cruzeiro

São Paulo bate Cruzeiro nos pênaltis e vai à semifinal da Copa São Paulo

Após empate por 1 a 1 no tempo normal, equipe tricolor faz 6 a 5 e enfrenta o Guarani por vaga na decisão

Redação, O Estado de S.Paulo

18 Janeiro 2019 | 00h01

O São Paulo continua vivo na briga pelo título da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Depois de empate por 1 a 1 no tempo normal, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, o time paulista venceu o Cruzeiro nos pênaltis por 6 a 5, graças a duas defesas do goleiro Thiago Couto, e avançou à semifinal.

Na próxima fase, o São Paulo enfrenta o Guarani, que mais cedo venceu o Figueirense por 2 a 1, em São Carlos. A outra semifinal será definida nessa sexta-feira com duas partidas. Vasco e Volta Redonda jogam no Canindé, às 19h15, e Corinthians e Grêmio se enfrentam na Arena Barueri, às 21h30.

Na Fonte Luminosa, o São Paulo começou melhor e abriu o placar logo aos quatro minutos em falha da defesa adversária, que não conseguiu afastar a bola. Ela sobrou para Paulinho empurrar para o fundo do gol e marcar pela primeira vez nesta Copa São Paulo.

Aos poucos, o Cruzeiro foi crescendo e conseguiu buscar o empate aos seis minutos da etapa final com o artilheiro Vinícius Popó completando cruzamento da esquerda. Esse foi o sexto gol do camisa 19 de apenas 17 anos na Copinha.

Após o empate, o jogo ficou aberto e os dois times criaram boas chances para abrir vantagem, mas não conseguiram superar os goleiros. Já aos 47 minutos, o atacante do São Paulo Gabriel Novaes, artilheiro da competição com nove gols, agrediu um adversário e foi expulso.

Nos pênaltis, Marco Antônio, João Luis, Jonathan e Adriano marcaram para o Cruzeiro na primeira série de cinco cobranças. Leonardo chutou por cima. Pelo São Paulo, Ed Carlos, Morato, Tuta e Fasson converteram seus chutes e Vitinho teve a chance de acabar com a disputa, mas parou em defesa de Jonathan Braz.

Na sequência, nas cobranças alternadas, Thiago Couto, do São Paulo, defendeu a cobrança de Liberato, mas Cássio isolou sua cobrança. Em seguida, Edu, do Cruzeiro, e Diego, do São Paulo, marcaram e o empate persistiu até Thiago Couto fazer mais uma defesa, parando chute de Paulo. Sena marcou para o time paulista e garantiu a classificação.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.