Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

São Paulo bate Atlético-MG e se mantém 100% como mandante sob comando de Fernando Diniz

Resultado de 2 a 0 no Morumbi consolida a equipe tricolor na quarta colocação do Campeonato Brasileiro

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

27 de outubro de 2019 | 18h23

A melhora de rendimento do São Paulo com o técnico Fernando Diniz ficou evidente neste domingo não só pela tranquila vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-MG no Morumbi, pela 28.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em um mês à frente da equipe, o treinador transformou o São Paulo em uma equipe sólida quando joga diante da sua torcida. Não à toa, o time ostenta 100% de aproveitamento como mandante com o treinador - são quatro vitórias em quatro jogos.

O bom aproveitamento se traduz também na tabela de classificação. O São Paulo saiu da sexta posição com Cuca e hoje é o quarto colocado, com 49 pontos, quatro a mais do que o quinto, o Internacional. Ou seja, está consolidado na zona de classificação para a Libertadores de 2020.

A vitória deste domingo foi construída principalmente graças aos jogadores revelados nas categorias de base, com destaque para Igor Gomes. Depois de um primeiro tempo apertado, sem grandes chances para os dois lados, a etapa final foi bem mais movimentada, com dois gols.

Logo aos cinco minutos, Antony fez ótima jogada dentro da área, passou por dois marcadores e tocou rasteiro para Igor Gomes completar para o fundo da rede. Igor Gomes, inclusive, foi uma das novidades de Fernando Diniz para enfrentar o Atlético-MG. Depois de uma sequência de boas partidas, o garoto desbancou Hernanes, começou o jogo entre os titulares e deu mais mobilidade ao meio de campo.

O segundo gol do São Paulo, aos 11 minutos, nasceu em nova trama de Antony e Igor Gomes, que lançou Vitor Bueno. Tão bonito quanto o lançamento foi a conclusão da jogada. Vitor Bueno dominou e bateu com força, sem chances para o goleiro.

O gol caiu como um balde de água fria no Atlético-MG, que ficou sem poder reação. O São Paulo, então, passou a administrar a vantagem, sem se preocupar tanto em atacar. O time só trocava passes de lado, esperando a tempo passar.

Já no fim da partida, aos 38, Alexandre Pato quase marcou um belo gol. O atacante tabelou com Marcos Calazans e bateu de pé direito próximo do ângulo. No final das contas, o 2 a 0 ficou de bom tamanho. 

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 2 x 0 ATLÉTICO-MG

SÃO PAULO - Tiago Volpi; Igor Vinícius, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Liziero, Igor Gomes (Hernanes), Antony (Marcos Calazans) e Vitor Bueno; Alexandre Pato. Técnico: Fernando Diniz.

ATLÉTICO-MG - Cleiton; Guga, Leonardo Silva, Igor Rabello e Fábio Santos; Réver, Nathan, Vinícius (Marquinhos), Luan (Geuvânio), Otero e Di Santo (Ricardo Oliveira). Técnico: Vagner Mancini.

GOLS - Igor Gomes, aos 5 minutos, Vitor Bueno, aos 11 do 2º Tempo.

ÁRBITRO - Bruno Arleu de Araújo (RJ).

RENDA - R$ 745.836,00.

PÚBLICO - 18.815 pagantes.

LOCAL - Morumbi, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.