André Lessa/AE
André Lessa/AE

São Paulo: Bosco passará por cirurgia e ficará dois meses fora

Goleiro recebeu uma pancada no rosto e fraturou o arco zigomático; jovem Denis deve voltar a titularidade

23 de julho de 2009 | 11h00

Não será desta vez que o goleiro Bosco terá uma sequencia de partidas no São Paulo. Nessa quarta-feira, no empate com o Internacional, pela 13.ª rodada do Campeonato Brasileiro, o jogador sofreu uma pancada no rosto e terá que passar por uma cirurgia. Ele deverá ficar até dois meses longe dos gramados.

 

Veja também:

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

A contusão aconteceu ainda aos 30 minutos do primeiro tempo. O próprio companheiro de equipe André Dias dividiu uma bola dentro da área com Índio e, com o joelho, atingiu o lado esquerdo do rosto de Bosco. O goleiro fraturou o arco zigomático e logo foi levado para o hospital, acompanhado do fisioterapeuta Luiz Rosan.

 

"Estava de costas para ele, alguém jogou uma bola pelo meio da área, ele veio e antecipou muito bem a jogada. Tentei pular, mas infelizmente não deu tempo, meu joelho bateu e acabou afundando o rosto", explicou o zagueiro André Dias, em entrevista ao site oficial do clube.

Ainda em Porto Alegre, Bosco foi medicado e seguiu para o hotel que o time estava hospedado. Na chegada a São Paulo, prevista para a tarde desta quinta-feira, o camisa 22 será encaminhado para a cirurgia.

 

Sem poder contar com Bosco, o técnico Ricardo Gomes deve continuar com o jovem goleiro Denis. Ele chegou no início da temporada, vindo da Ponte Preta, e já fez 13 partidas (dez pelo Brasileiro, uma pelo Paulista e duas pela Copa Libertadores) com a camisa do São Paulo. Logo na segunda rodada do Brasileirão, Bosco sofreu uma entorse no joelho esquerdo e ficou afastado até o empate com o Flamengo, em 12 de julho.

Enquanto isso, o titular absoluto Rogério Ceni segue em recuperação. Em 13 de abril ele fraturou o tornozelo esquerdo em um treino recreativo. A previsão dos médicos é de que ele voltaria somente no fim de agosto. No entanto, o capitão são-paulino já treina com bola no CCT da Barra Funda e deve voltar antes do prazo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.