São Paulo busca afirmação na Libertadores

Falta um pequeno passo para que o São Paulo se garanta nas oitavas-de-final da Copa Libertadores da América - basta um ponto diante do Alianza Lima, no Morumbi, às 21h45. Até a derrota por um gol de diferença serve. Mas o otimismo, no clube, se mistura com uma sensação de preocupação, de temor. Por quê? Pois o time vem fracassando em jogos decisivos, naqueles em que há mais pressão por parte da mídia e do torcedor. A última lembrança não é das mais agradáveis: derrota para o São Caetano por 2 a 0, há pouco mais de duas semanas, e eliminação no Paulista, depois de campanha quase perfeita na primeira fase.É por isso que Cuca prefere manter a cautela e não falar em vitória fácil - nem entre amigos, com os microfones desligados. Pelo contrário. Fez, nesta terça-feira, por meio da imprensa, apelo ao torcedor. "O torcedor precisa ter paciência", afirmou. "Vamos jogar uma decisão. E saber jogar decisão é manter o equilíbrio durante os 90 minutos. Não adianta desespero para fazer um gol logo ou perder a calma se levar um."Na teoria, o São Paulo não teria nenhuma dificuldade para bater os rivais do Peru, que têm pouca tradição no futebol sul-americano. Mas o bom desempenho do Alianza nas últimas semanas sugere cuidado. Os torcedores, é claro, apostam em bom resultado e vão prestigiar o time. Até o fim da tarde desta terça-feira, já haviam sido vendidos mais de 31.300 ingressos. Os dirigentes esperam 60 mil pessoas no Morumbi, se o tempo ajudar. "Só na técnica não vamos conseguir ganhar. Espero muita luta também", disse o goleiro Rogério Ceni, que se desentendeu com Omar Feitosa, um dos auxiliares de Cuca, durante treino realizado na noite de segunda-feira.Feitosa era o juiz do ?rachão? - jogo entre os atletas em que só se utiliza metade do campo - e Rogério reclamou de suas marcações. "Ele ficou nervoso com minhas reclamações e se excedeu um pouco, mas já está superado."Escalação - Cuca escalará Jean no lugar de Grafite, suspenso, e dará mais liberdade para que Cicinho ataque. O lateral jogará quase como um ponta. Fábio Santos ficará mais recuado, como um terceiro zagueiro. E Alexandre, com dores no ombro direito, dará lugar a Adriano.Se empatar, o São Paulo se classificará como primeiro colocado do Grupo 4, o que é o principal objetivo da comissão técnica. Se perder por um gol, avançará provavelmente como segundo colocado. Caso seja derrotado por dois ou mais gols de diferença, estará eliminado, resultado que abalaria os alicerces do Morumbi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.