São Paulo busca uma vitória convincente contra o Rio Claro

Favorito ao título, time do técnico Muricy Ramalho ainda não emplacou e torce para que isso aconteça logo

Alfredo Luiz Filho, Jornal da Tarde

29 de janeiro de 2008 | 22h57

O São Paulo é favorito ao título de campeão brasileiro, isso não se discute. O que chama a atenção até o momento nas conversas dos torcedores, porém, é quando o time enfim vai embalar. E a oportunidade parece ser nesta quarta-feira à noite, às 21h45, contra o Rio Claro no Estádio do Morumbi, com transmissão online do estadao.com.br. Esta é a esperança do técnico Muricy Ramalho, que já está incomodado com as perguntas sobre o assunto e tem sido até monossilábico. "Do meio para frente, o time todo tem de melhorar", resume. Mais do que isso o treinador são-paulino não fala. Arrancar dele o que está desagradando é quase impossível. Quando é perguntado sobre o assunto, ele fecha a cara e somente dispara respostas curtas e secas, visivelmente incomodado. "Não tem nada, não. Tá normal, tá normal", garantiu Muricy.   O problema do São Paulo, porém, tem nome: Leandro. O time está sentindo a falta do atacante, que foi negociado recentemente com o Verdy Tokyo, do Japão. Muricy sempre elogiou o atleta por sua versatilidade. Nunca o considerou um atacante, nem um meia, mas um jogador fundamental para fazer o time são-paulino girar em campo. E dentro do elenco, nenhum outro jogador se assemelha a ele.   Fábio Santos também tem uma explicação para o fato de o time ter marcado apenas quatro gols - sendo que dois foram de falta. "Chegaram quatro jogadores novos, é muita coisa para ser assimilada de uma só vez", disse o volante, um dos que foram contratados agora. "Todos esperam que o São Paulo dê show em todas as partidas, mas leva tempo para que se consiga ritmo."   O volante, porém, sabe que a paciência dos torcedores são-paulinos pode  não durar muito. "Contra o Rio Claro será nosso quinto jogo, já estaremos conhecendo melhor um ao outro em campo e por isso não podemos perder mais pontos", alertou Fábio Santos. "Temos de nos esforçar mais." São Paulo Rogério Ceni; Joilson, André Dias, Miranda e Richarlyson; Fábio Santos, Hernanes, Jorge Wagner e Souza; Dagoberto e Adriano Técnico: Muricy Ramalho Rio Claro Luís Henrique; Fernando Lombardi, Dão e Douglão; Erick, Marcos alexandre, Vieira, Peruíbe e PC; Luciano e Mirandinha Técnico: Paulo César Catanoce Árbitro: Eduardo Cesar Coronado CoelhoEstádio: Morumbi, em São Paulo (SP)Horário: 21h45TV: Pay-per-viewRádio: Eldorado/ESPN AM - 700 khz   Por isso tudo, Muricy continuará apostando na mesma formação tática usada no clássico contra o Corinthians: um 4-4-2 que pode variar para o 3-5-2. Richarlyson se alternará como terceiro zagueiro e lateral-esquerdo. No ataque, Dagoberto e Adriano terão mais uma chance de se ajustarem, já que Aloísio permanece vetado por conta das dores no púbis.   Mas a tarde desta terça-feira, que poderia servir para realizar os ajustes no time, de nada serviu para Muricy, por causa da chuva que castigou São Paulo. Os jogadores fizeram apenas musculação. "Com o campo assim é até arriscado. É preferível que os atletas façam um trabalho físico forte. Como a equipe não muda muito nem faz tanta falta", explicou Muricy.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCRio ClaroPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.