São Paulo celebra a melhora da defesa no Brasileirão

Pela primeira vez nesta edição do Campeonato Brasileiro, o São Paulo ficou dois jogos seguidos sem marcar gols. Nas vitórias por 1 a 0 sobre a Ponte Preta e de 2 a 0 sobre o Vasco, a equipe não teve a defesa vazada e aponta o feito como um dos principais segredos para a reação capaz de tirar a equipe da zona de rebaixamento depois de 12 rodadas.

CIRO CAMPOS, Agência Estado

17 de setembro de 2013 | 22h14

Um dos responsáveis pelo feito foi o zagueiro Antônio Carlos, que chegou no clube há cerca de um mês e além de ter se tornado titular, marcou um dos gols da vitória na última partida do time. "Estamos bem na defesa, mais compactos e o time todo está ajudando. O Ganso e o Jadson, por exemplo, marcaram bastante contra o Vasco. O (técnico) Muricy também conversou muito com a equipe sobre melhorar nosso posicionamento", explicou o defensor.

Para o jogo contra o Atlético Mineiro, nesta quarta-feira, Antônio Carlos afirmou que a qualidade do ataque adversário preocupa bastante, principalmente pelo poder de criação do meia Ronaldinho Gaúcho. "Não podemos deixar ele pensar porque pode complicar muito para a gente. Temos que marcar de perto", explicou. Contra o atual campeão da Copa Libertadores, o defensor terá um novo companheiro no setor. Rodrigo Caio volta a ser recuado e vai ocupar a vaga que era de Rafael Toloi.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCAntônio Carlos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.