São Paulo chega ao limite no Brasileiro

O São Paulo chegou ao limite no Campeonato Brasileiro. O elenco ainda cogita a - remota - possibilidade de brigar pelo título, mas o consenso é o de que o time não pode mais perder pontos, sob pena de prejudicar o desempenho da equipe no Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão. "Os jogos que tínhamos de perder, já perdemos, precisamos vencer o Atlético-MG (quarta-feira, no Mineirão), para voltar a embalar", diz o lateral Cicinho. Na conversa que teve hoje com o elenco, o técnico Paulo Autuori deixou bem claro: é preciso esquecer, de uma vez por todas, a conquista da Taça Libertadores e voltar a atenção para o Brasileiro. "Ele nos disse que não temos passado, nem futuro. A concentração deve estar no presente, pois temos de nos recuperar", contou o atacante Diego Tardelli, que não critica o desempenho do time nas últimas rodadas. "Faltou sorte, perdemos muitos gols." PREJUÍZO - Depois de cumprir o planejamento estabelecido na Libertadores, a comissão técnica do São Paulo retomou hoje as avaliações físicas dos jogadores. O objetivo é fazer com que o grupo chegue no auge do desempenho em dezembro, no Mundial da Fifa. "Porém, o time tem de se recuperar no Brasileiro", alerta Carlinhos Neves, preparador físico. "Se não, chegará um momento em que estaremos apenas disputando o campeonato, o que é muito ruim, também em termos físicos." Lugano e Mineiro, suspensos, não jogam quarta, em Belo Horizonte. A diretoria lança nesta terça os kits em homenagem ao goleiro Rogério Ceni. Serão apenas 618 unidades, vendidas nas lojas ao preço de R$ 618.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.