São Paulo chega e já treina

Depois de 24 horas de viagem, a delegação do São Paulo desembarcou nesta quarta-feira no Japão, onde disputa o II Mundial de Clubes da Fifa a partir do dia 11. Os são-paulinos desembarcaram em Narita, cerca de 60 km de Tóquio e seguiram de ônibus para o hotel. Masd os jogadores não tiveram tempo para descanso. No início do processo de adaptação ao fuso, os atletas deixaram as bagagens no hotel e sairam direto para um treino leve no estádio de Nishisuaoka. A temperatura em Tóquio na chegada dos brasileiros era de de 6º graus.O São Paulo foi a terceira equipe a chegar ao Japão - depois da equipe do Sidney, da Austrália, e o Al Ahli, do Egito. O Mundial será disputado entre 11 e 18 de dezembro e terá ainda, as equipes do Liverpool, Al Ithihad e Saprissa. São Paulo e Liverpool entram somente na semifinal.A delegação Tricolor teve uma surpesa no desembarque em Narita. O grupo foi recepcionado por Toninho Cerezzo - eleito o melhor jogador da final contra o Milan, em 93 - e que hoje é técnico da equipe japonesa do Kashima Antlers. Além de Cerezzo, um grupo de aproximadamente 50 torcedores também estiveram no aeroporto para receber os jogadores. CHOQUE - Durante o vôo os jogadores receberam estimulos elétricos, para simular atividade física e diminuir os efeitos da longa viagem."Fizemos esse tipo de trabalho para atenuar o cansaço. O choque contrai a musculatura do jogador, evitando o cansaço", explica o fisiologista do clube, Turíbio Leite. Os jogadores aprovaram o trabalho feito pela comissão técnica. "Os choques acabam relaxando os músculos e aliviam o cansaço", diz o zagueiro Lugano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.