São Paulo com receio de jogar na Argentina

Medo é uma palavra considerada muito forte nos corredores do Morumbi, mas todos no São Paulo estão com receio do próximo jogo da equipe em terras argentinas. Nesta Libertadores, até o momento, aconteceria apenas nas semifinais, por causa dos cruzamentos. "Nunca fomos e jamais seremos aplaudidos por torcedores do River Plate e do Boca Juniors. Na 1.ª e 2.ª vez (após o incidente de ontem) a pressão será bem maior. Depois volta ao normal. Temos é de ter coragem," afirmou o superintendente de Futebol Marco Aurélio Cunha. Preocupação por represália? "O São Paulo terá de estar protegido. E segurança quem tem de ver é a Conmebol, a polícia local, a Fifa...", disse, antes de garantir. "Não iremos lá para guerrear. Mas não seremos submissos nem covardes. Muito menos provocativos." "Medo, medo, não dá não. Mas jogar lá é sempre complicado. Se entrávamos na Argentina a 70%, agora temos de ficar ligados 100%", afirmou um membro da delegação. Já o preparador físico Carlinhos Neves não acredita em problemas. "Lá o clima é assim mesmo, mas no campo não teremos problemas."Notícias relacionadas ao caso: Nicolás Leoz defende punição exemplar Prisão de Desábato sai até na China Grafite perdoa, mas mantém processo Grondona considera prisão um "exagero" Teixeira e Parreira repudiam racismo Embaixador quer desculpas de Desábato Câmara convida Grafite a debater o racismo Quilmes: delegação passou dia no hotel Desábato é um ilustre desconhecido Juiz determina fiança para Desábato Governo brasileiro condena ato racista Ibase encaminhará mensagens à Fifa Desábato é transferido de delegacia Alckmin condena racismo de Desábato Argentino é suspenso preventivamente Nicolás Leoz visita jogador argentino Grafite conseguiu o que queria?, diz Olé Quilmes acusa São Paulo de montar farsa Conmebol também investiga Desábato Enquete em jornal argentino vê racismo ?Atleta não demonstrou arrependimento? Delegação do Quilmes está retida em SP Jogador argentino está incomunicável Advogados tentam livrar jogador Desábato preso por racismo no Morumbi São Paulo vence Quilmes e lidera Grupo 3

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.