São Paulo confirma assédio a Kaká

O presidente do São Paulo, Marcelo Portugal Gouvêa, afirmou nesta quarta-feira que um grupo de empresários ingleses o contatou e disse ter interesse em iniciar negociações para levar o meia Kaká à Europa. Eles não disseram, ao dirigente, qual é o clube disposto a bancar a contratação do jogador, mas prometeram entregar uma proposta oficial nos próximos dias."O grupo de ingleses falou que tem interesse no Kaká e eu disse, então, que esperaria uma posição deles. Ficaram de fazer uma proposta até o fim da semana", explicou Marcelo Portugal Gouvêa.Essa é a primeira vez no ano que abordam o presidente de maneira mais concreta para conversar sobre Kaká. E, se o interesse for confirmado, será a primeira oferta real pelo são-paulino. O fato não significa, no entanto, que Marcelo Portugal Gouvêa irá liberar seu atleta mais famoso. A idéia é não levar o assunto para a frente caso os valores sejam inferiores a US$ 10 milhões. A multa rescisória do contrato dele é de US$ 20 milhões.O atleta vem comentando, reiteradamente, que não quer tirar seu foco de atenção do Campeonato Brasileiro e que, ao contrário do que muitos pensam, não tem essa obsessão por deixar o País tão cedo. "Estou há 13 anos no clube, amo o São Paulo, não sei se há ou não proposta, mas acho que não há", desabafou Kaká. "Já me venderam para várias equipes", ironizou.Seu empresário, Wagner Ribeiro, não foi informado pela diretoria são-paulina sobre o assédio dos ingleses, mas aposta que o negócio não vai evoluir. "Acho difícil, quando os clubes ingleses querem contratar alguém, eles vêm com o dinheiro e levam." Informações desencontradas - Marcelo Portugal Gouvêa reafirmou que, até agora, recebeu apenas sondagens a respeito de Luís Fabiano e nenhuma proposta oficial.O Barcelona, da Espanha, tem interesse em sua contratação, pois pode perder seu principal atacante, o holandês Patrick Kluivert. Ao contrário do que disse o presidente, Luís Fabiano se pronunciou sobre o tema e disse acreditar haver, sim, proposta da Europa. "Acho que tem proposta, mas não estou preocupado com isso, estou procurando ficar afastado do assunto, não quero que isso me atrapalhe. Minha cabeça tem de estar 100% no campo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.