São Paulo confirma reação e ganha do Grêmio por 2 a 1

O São Paulo confirmou sua reação no Campeonato Brasileiro nesta quinta-feira. Em noite inspirada do atacante Dagoberto, o time paulista bateu o Grêmio no Morumbi por 2 a 1, em jogo válido pela 15ª rodada. Com o resultado, os donos da casa chegaram ao quarto jogo sem derrota e alcançaram os 21 pontos, em 11.º lugar - mesma pontuação dos gaúchos, que estão em 10.º.

ANDRÉ RIGUE, Agencia Estado

30 de julho de 2009 | 23h10

A vitória não só deu mais tranquilidade para o técnico Ricardo Gomes continuar com o seu trabalho, como também colocou um ponto final num incomodo jejum: o clube não vencia duas partidas seguidas há 119 dias - no último domingo, o São Paulo venceu o Barueri, fora de casa, por 2 a 1.

Nesta quinta, Ricardo Gomes manteve o esquema 3-5-2, formação responsável pelos últimos bons resultados. Contudo, o treinador promoveu mudanças na escalação. Marlos ficou no banco e Jorge Wagner foi deslocado para o meio-campo, ao lado de Hernanes e Richarlyson. Júnior César ganhou uma oportunidade na lateral-esquerda.

Apesar de manter a formação tática, o São Paulo começou com problemas no primeiro tempo. Aos 10 minutos, o Grêmio teve uma boa chance para marcar com Maxi López. Na pequena área, o argentino recebeu bom cruzamento de Tcheco pela direita, mas finalizou para fora.

Aos poucos, o São Paulo equilibrou o jogo e chegou ao gol ainda no primeiro tempo. Aos 21 minutos, Hernanes fez lindo lançamento para Dagoberto. O atacante recebeu na área, se esticou e tocou na saída do goleiro Victor. "Procuro deixar os companheiros na cara do gol, mas quando a oportunidade aparece, eu tenho de fazer", explicou o atacante.

E Dagoberto realmente aproveitou as oportunidades. Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o atacante ampliou para o São Paulo. Após boa tabela com Jorge Wagner, o atacante saiu na cara do gol e finalizou sem chances para Victor.

O São Paulo poderia ter conquistado uma vitória por um placar mais elástico. Porém, Richarlyson levou azar ao acertar o travessão em chute de fora da área e Borges errou a pontaria no momento de finalizar cara a cara com Victor.

Como castigo, o Grêmio diminuiu num erro de Miranda. O zagueiro do São Paulo levou a pior na disputa com Jonas e cometeu pênalti. Tcheco cobrou, aos 33 minutos, e marcou o único gol gaúcho no Morumbi. O time gaúcho chegou a esboçar uma reação, mas não conseguiu chegar ao empate.

No próximo domingo, o São Paulo pode escalar mais alguns degraus dentro do Brasileirão. O clube vai enfrentar o Vitória, no Barradão, às 16 horas - os baianos foram derrotados nesta quinta-feira pelo Avaí. O Grêmio, por sua vez, tentará a reabilitação em casa diante do Cruzeiro, numa reedição da semifinal da Copa Libertadores.

Ficha Técnica:

São Paulo 2 x 1 Grêmio

São Paulo - Denis; Renato Silva, André Dias e Miranda; Jean, Hernanes (Eduardo Costa), Richarlyson, Jorge Wagner e Júnior César; Dagoberto (Marlos) e Borges. Técnico: Ricardo Gomes.

Grêmio - Victor; Mário Fernandes (Rafael Marques), Léo, Réver e Fábio Santos; Adilson (Douglas Costa), Túlio, Tcheco e Souza; Herrera (Jonas) e Maxi López. Técnico: Paulo Autuori.

Gols - Dagoberto, aos 21 minutos do primeiro tempo. Dagoberto, no 1º minuto, e Tcheco (pênalti), aos 33 do segundo tempo.

Cartões amarelos - Miranda, Jorge Wagner, Borges (São Paulo).

Árbitro - Heber Roberto Lopes (Fifa/PR).

Renda - R$ 295.745,00.

Público - 13.223 pagantes.

Local - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.