Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

São Paulo contrata o argentino Clemente Rodriguez

Jogador encerra contra com o Boca no fim do mês e assina por dois anos

MARCIUS AZEVEDO, Agência Estado

25 de junho de 2013 | 08h36

SÃO PAULO - O São Paulo tem um novo lateral-esquerdo. Trata-se do argentino Clemente Rodriguez, de 31 anos, tricampeão da Libertadores e que está sempre sendo convocado para defender o seu país nas Eliminatórias da Copa do Mundo. O jogador, que fica sem contrato no dia 30 de junho com o fim do vínculo com o Boca Juniors, vai assinar por dois anos.

"Ele tinha desejo grande de jogar no Brasil. Já vínhamos observando e estávamos na expectativa do término do contrato. Temos grande esperança que vá nos ajudar. É uma figura importante na lateral esquerda", afirmou o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, em entrevista ao site oficial do São Paulo.

Além de defender o Boca Juniors em três passagens, Clemente Rodriguez, que foi revelado pelo time argentino em 2000, jogou por Spartak de Moscou, da Rússia, por quatro anos, Espanyol, de Barcelona, e o Estudiantes de La Plata.

Com o argentino, o técnico Ney Franco ganha mais uma opção para o setor. O elenco já dispõe de Juan e Reinaldo, além de Carleto, que sofreu uma lesão no joelho e só volta a jogar no ano que vem. Vale lembrar ainda que o São Paulo ainda tem o afastado Cortez, que aguarda para ser negociado.

Clemente Rodriguez, que vai se apresentar na próxima semana, está empolgado em defender o São Paulo. "É uma grande oportunidade na carreira em defender um clube da grandeza do São Paulo. Minha história no Boca foi com títulos e agora espero construir um novo ciclo vitorioso dentro do São Paulo", afirmou o lateral, também ao site oficial do clube.

O jogador é o argentino que mais entrou em campo pela Libertadores. Pela seleção, além do ouro olímpico em 2004, Clemente Rodriguez disputou a Copa do Mundo, na África do Sul, de 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.