São Paulo dá um basta às surpresas

Como aconteceu nas últimas semanas, o São Paulo volta aos treinos nesta segunda-feira hoje mais preocupado com assuntos extra-campo do que com as tradicionais questões técnico/táticas. Embora o técnico Oswaldo Alvarez venha dizendo que o elenco precisa aprender a controlar melhor os nervos e, assim, evitar expulsões e surpresas, como resultados inesperados, foi exatamente isso o que aconteceu no jogo de sábado, na vitória nos pênaltis por 3 a 2 contra a Internacional, em Limeira. O resultado fora de casa poderia até ser considerado bom, se não fossem as circuntâncias em que foi conquistado. O Tricolor vencia a partida por 2 a 0 até os 45 minutos do segundo tempo, quando, mesmo com um jogador a mais, permitiu que o adversário reagisse, empatando a partida já nos descontos. Para variar, o time teve um jogador expulso: Reginaldo. Por isso, o tom da reapresentação do grupo amanhã no Centro de Treinamento da Barra Funda deve ser de diálogo, já visando à preparação para o jogo de quarta-feira, às 21h40, no Morumbi, contra o Fluminense, pelas semifinais do Torneio Rio-São Paulo. "Infelizmente não conseguimos manter a concentração até o fim da partida e acabamos empatando", afirmou o meia Renatinho, que hoje recebeu um presente especial: o nascimento de seu filho João Pedro. "Fiquei muito emocionado. Recebi a notícia às 7h30, quando ainda estávamos na concentração. É um pouco angustiante saber que o menino nasceu e não poder estar com ele e com minha esposa na mesma hora. Mas graças a Deus os dois estão muito bem", afirmou o jogador. Patrocínio - A outra questão extra-campo que movimenta os bastidores no Morumbi é a definição de quem será o próximo patrocinador da equipe de futebol. A Motorola, que atualmente estampa sua marca na camisa do time, já anunciou que se retira no fim do mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.