São Paulo deixa vitória escapar nos acréscimos em Jundiaí

Utilizando o mesmo esquema da vitoriosa temporada de 2006, o São Paulo empatou com o Paulista de Jundiaí por 2 a 2, na noite desta quarta-feira, no Estádio Jaime Cintra, pela terceira rodada do Paulistão. O segundo gol dos rivais foi anotado aos 49 minutos da etapa complementar. No confronto, o técnico Muricy Ramalho voltou a armar a equipe no 3-5-2. O zagueiro Alex Silva entrou no lugar do lateral-direito equatoriano Reasco e acabou sendo o culpado pelo primeiro gol do rival após uma falha grave. Somado a isso, o time voltou a apresentar os mesmos erros de marcação do jogo com o Ituano (vitória por 1 a 0). Com o resultado, o São Paulo soma agora sete pontos e ocupa a quarta colocação no Estadual. Já o Paulista, que segue sem perder há mais de três anos em casa para clubes grandes de São Paulo, é o 10.º, com quatro pontos. Porém, as duas equipes podem ser ultrapassadas na tabela no complemento da rodada, que terá mais três jogos nesta quinta-feira. Apesar do resultado não ter sido o desejado, a equipe dirigida por Muricy Ramalho está invicta há quatro meses (soma dez vitórias e seis empates) - o último tropeço foi diante do Palmeiras, no dia 24 de setembro, pelo Brasileirão. A partida A alteração tática do comandante são-paulina, no entanto deixou o meio-campo muito exposto, que sofreu com os rápidos contra-ataques do Paulista. Num deles, Marcelo Oliveira partiu com velocidade e só foi parado com falta por trás do lateral Júnior. Na cobrança da infração, o volante Marcus Vinícius soltou uma bomba, que explodiu no travessão de Rogério Ceni. Chegando com mais objetividade, a equipe anfitriã conseguiu abrir o marcador aos 46 minutos graças a uma falha grotesca do zagueiro Alex Silva. Depois de um cruzamento da direita, o defensor tentou afastar de calcanhar, mas errou e a bola ficou com Diogo, que bateu para fazer o primeiro gol da partida. Mas, no lance seguinte, o São Paulo chegou ao empate. Lembrando a função da temporada passada, Souza fez boa jogada na ala direita e alçou na área. O recém-contratado Borges dominou, passou por dois marcadores e chutou sem chances para o goleiro Victor. Esse foi o primeiro gol oficial do jogador com a camisa do clube do Morumbi. Na etapa complementar, o técnico Muricy Ramalho promoveu a entrada de Jadílson no lugar de Júnior para dar mais velocidade e aprimorar a marcação. A alteração surtiu efeito e o São Paulo voltou mais disposto. E, logo aos 8 minutos, aconteceu a virada. Leandro recebeu passe na direita e cruzou na área. A zaga do Paulista não conseguiu cortar e Hugo completou. Os visitantes quase ampliaram aos 40, quando Thiago mandou a bola na trave. Recuado, o São Paulo deixou escapar a terceira vitória consecutiva no Estadual ao sofrer o empate aos 49 minutos. Depois de uma falta cobrada na direita, a zaga são-paulina cortou parcialmente. No rebote, o atacante Gláucio bateu com força no ângulo direito de Rogério Ceni. Ao término da partida, Muricy Ramalho reclamou muito com Cléber Wellington Abade por causa dos quatro minutos de acréscimos dado pelo juiz. Na próxima rodada do Campeonato Paulista, o São Paulo enfrentará o Rio Claro, fora de casa, no Estádio Augusto Schimidt, às 16 horas de domingo. No mesmo dia, o Jundiaí pega o Sertãozinho, longe dos seus domínios, no Estádio Frederico Dalmaso. Ficha técnica: Paulista 2 x 2 São Paulo Paulista - Victor, Marco Aurélio, Dema, Marcus Vinícius, Fábio Vidal (Eduardo), Rever, Marcelo Oliveira, Diogo (Marcos Dener), Gláucio, Victor Santana (Leandrinho) e Gilson. Técnico: Vagner Mancini. São Paulo - Rogério Ceni, Alex Silva, Alex Dias, Miranda, Leandro, Josué, Souza, Hugo, Júnior (Jadílson), Borges (Thiago) (Lenílson) e Aloísio. Técnico: Muricy Ramalho. Gols - Diogo, aos 46, e Borges, aos 47 minutos do primeiro tempo; Hugo, aos 8, e Gláucio, aos 49 minutos do segundo tempo. Árbitro - Cléber Wellington Abade. Cartões amarelos - Dema, Júnior, Borges e Aloísio. Renda - R$ 145.500,00. Público - 9.616 pagantes. Local - Estádio Jaime Cintra, em Jundiaí (SP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.