São Paulo derrota o Guarani por 2 a 0 pelo Paulistão

Em jogo complicado, time conquista a 2.ª vitória no campeonato graças às estrelas de Washington e Dagoberto

André Rigue, estadao.com.br

28 de janeiro de 2009 | 23h55

SÃO PAULO - Num jogo complicado, o São Paulo conquistou sua segunda vitória no Campeonato Paulista graças às estrelas de Washington e Dagoberto. O time derrotou o Guarani, em Campinas, por 2 a 0. O resultado manteve um tabu de 12 anos (21 anos) sem derrota para o time campineiro - e 11 vitórias seguidas no Brinco de Ouro.  Veja também:Washington admite que ataque do São Paulo não foi bem Muricy Ramalho quer aprimorar parte física do São Paulo Ouça os gols do jogo na Eldorado/ESPN Paulistão 2009 - Tabela e classificaçãoConfira as novidades do mercado do futebol Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão  Nesta quarta-feira, o técnico Muricy Ramalho colocou força máxima, tudo para conseguir mais uma vitória. Washington no ataque fez parceria com Borges pela primeira vez na temporada - no jogo contra a Portuguesa, no último domingo, Borges teve uma indisposição estomacal e teve de ser substituído por Hugo. O São Paulo começou com maior volume ofensivo, mas pecou nas finalizações e nos cruzamentos - as jogadas aéreas não conseguiram encontrar Washington. O melhor lance do clube tricolor na etapa inicial foi apenas aos 31 minutos, quando Borges chutou da entrada da área e carimbou a trave esquerda do goleiro Douglas. O Guarani, que ainda não estreou Amoroso, também levou perigo ao gol de Bosco, que jogou no lugar do machucado Rogério Ceni. O time campineiro só não foi para o intervalo em vantagem por causa de uma ótima defesa do são-paulino aos 45 minutos. O meia Bruno recebeu passe e saiu livre na cara do gol. O jogador chutou cruzado e Bosco pegou. No segundo tempo, o São Paulo voltou com problemas. O Guarani ganhou velocidade e por pouco não marcou aos 10 minutos. André Dias recuou na fogueira para Bosco, que conseguiu tirar dos pés de Fernando Gaúcho. A bola ainda espirrou e sobrou para João Paulo. O jogador soltou a bomba e o próprio André Dias teve de meter a cabeça para evitar o gol. Aos 19 minutos, foi a vez de Fernando Gaúcho arriscar de fora da área. Bosco, novamente, deu um toque sutil para desviar a bola para o travessão. A pressão do time campineiro dava a impressão de que o São Paulo não resistiria. Porém, não foi isso o que aconteceu: brilhou a estrela do artilheiro Washington. Guarani0Douglas; Maranhão, Augusto, Plínio e João Paulo; Rafael Fefo, Glauber (Henrique), Bruno e Chiquinho (Walter); Cléverson e Fernando GaúchoTécnico: Luciano Dias São Paulo2Bosco; Renato Silva, André Dias     e Miranda; Zé Luis, Jean, Hernanes    , Hugo     (Richarlyson) e Jorge Wagner; Borges (Dagoberto) e WashingtonTécnico: Muricy RamalhoGols: Plínio (contra), aos 21, e Hernanes, aos 43 minutos do segundo tempo Árbitro: Luiz Flavio de OliveiraEstádio: Brinco de Ouro, em Campinas (SP) Jorge Wagner cruzou com veneno na área aos 21 minutos. Washington apareceu entre dois zagueiros do Guarani e tentou desviar para o gol. No entanto, Plínio, na tentativa de afastar a bola do são-paulino, acabou tocando com a ponta do pé para o fundo das próprias redes, o que garantiu a alegria da torcida tricolor. Muricy Ramalho colocou Dagoberto no lugar de Borges. O jogador deu outro ritmo ao time e foi fundamental para o segundo gol. Aos 43 minutos do segundo tempo, o atacante puxou contra-ataque e deixou Hernanes livre na cara do gol. O volante só teve o trabalho de tocar para as redes e selar o marcador. Com a vitória, o São Paulo vai para sete pontos na classificação do Campeonato Paulista e entra no G-4, grupo que avança para as semifinais. O time tricolor volta a campo neste domingo, às 17 horas, para enfrentar o Santo André, no Morumbi. Já o Guarani pega o Grêmio Barueri, no sábado, na Arena Barueri.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.