Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Divulgação
Divulgação

São Paulo descarta motivação extra contra o campeão Corinthians

'Não queremos 'carimbar a faixa'', afirma técnico Milton Cruz

CIRO CAMPOS, O Estado de S. Paulo

20 de novembro de 2015 | 10h05

A vitória de virada por 4 a 2 sobre o Atlético-MG, nesta quinta-feira, no Morumbi, deixou o São Paulo no G-4 do Campeonato Brasileiro, mas de acordo com o treinador Milton Cruz, não faz o time ter motivação extra para ganhar do já campeão Corinthians, no próximo domingo, fora de casa. O técnico disse após a partida que o confronto com o rival, por se tratar de um clássico, não terá o ambiente diferente pela competição estar decidida.

"Não queremos ''carimbar a faixa''. Vamos jogar por ser um clássico. Sabemos da dificuldade que é jogar no Itaquerão, o estádio deles. Sabemos da dificuldade que vamos encontrar, é uma grande equipe e que foi campeã por méritos", disse Milton sobre o Corinthians na entrevista coletiva na madrugada de sexta-feira, no estádio do Morumbi.

Após a vitória sobre o vice-líder, o São Paulo subiu ao G4 do Brasileiro e recuperou a confiança. O clube vinha de derrota para o Cruzeiro, de virada, por 2 a 1, e ainda vivenciou a troca de técnico na última semana. Doriva foi demitido e Milton Cruz assumiu o comando interinamente até o fim da temporada. Restam ainda mais três jogos para a equipe disputar no Brasileiro e tentar garantir a vaga na Libertadores.

De acordo com o treinador, mesmo já campeão, o Corinthians não deverá jogar no domingo relaxado e sem a vontade de ganhar. "Eles têm jogadores de qualidade, competência e um grande treinador. Por isso foi campeão antecipado e fez as coisas por merecer", explicou Milton. Depois do rival, o São Paulo vai enfrentar na sequência o Figueirense, em casa, e o Goiás, como visitante.

Para domingo o treinador disse que espera contar com Rogério Ceni. O goleiro sofreu a ruptura do tendão tíbio-fibular do pé direito e tenta se recuperar. "Ainda acredito an volta dele. Talvez ele tenha condição de jogar", disse. Caso contrário, Dênis será mantido na posição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.