Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

São Paulo destaca garra para arrancar vitória no Morumbi

Tricolor encarava o jogo com o San Lorenzo como um mata-mata

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

19 Março 2015 | 00h40

A vitória no sufoco e com gol aos 43 minutos do segundo tempo sobre o San Lorenzo, nesta quarta-feira, deu alívio ao São Paulo para a sequência da disputa da Libertadores. Após garantir o 1 a 0 no Morumbi o time deixou o campo confiante para a sequência das partidas e fez questão de rebater as críticas de apatia feitas pela torcida, ao dizer que lutou até o fim.

"Estou emocionado até agora. Mas mostramos que temos garra e força. Sabíamos que era uma decisão", disse o meia Michel Bastos, autor do gol, de peixinho. "O time não deixou de lutar. Esse é o primeiro passo para quem quer uma vaga nesse grupo", acrescentou o camisa 7. O São Paulo assumiu a segunda posição isolada do grupo 2, com seis pontos, três a menos do que o Corinthians, que tem nove.

O encontro com os atuais campeões da Libertadores era encarado pelo São Paulo como um mata-mata antecipado. Com a vitória, o time tem mais tranquilidade para viajar até Buenos Aires, daqui duas semanas, para reencontrar o San Lorenzo. "Sofremos muito e agora temos de comemorar. É um grupo muito difícil. Sabíamos que era uma decisão e os três pontos eram fundamentais. Atingimos nosso objetivo", disse o atacante Luis Fabiano.

O goleiro e capitão Rogério Ceni também demonstrou alívio com a vitória. "Quero ressaltar a dedicação dos jogadores. Todo mundo correu e até o Ganso veio marcar no nosso campo", destacou o jogador. Apesar do elogio ao camisa 10, a torcida não perdoou o meia, que saiu vaiado ao ser substituído pouco antes do gol e deu lugar a Boschilia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.