José Patrício/Estadão Conteúdo
José Patrício/Estadão Conteúdo

São Paulo deve jogar com time reserva contra a Ponte Preta

Partida com o San Lorenzo faz Muricy dar descanso aos titulares

CIRO CAMPOS, O Estado de S.Paulo

13 Março 2015 | 10h05

A tensão pelo jogo com o San Lorenzo, na próxima quarta-feira, em casa, pela Copa Libertadores, vai fazer o São Paulo a escalar um time praticamente reserva contra a Ponte Preta, neste domingo, pelo Campeonato Paulista, em Campinas. O técnico Muricy Ramalho adiantou que deve dar descanso a jogadores como Michel Bastos e Denilson, que foram titulares na vitória por 1 a 0 sobre o São Bento, no Morumbi, na última quinta-feira.

"A gente tem um foco. Estamos voltados para o San Lorenzo. Temos que treinar os jogadores, recuperar alguns para poder enfrentar o time deles'', explicou. Diante do São Bento, Muricy já contou ter poupado Paulo Henrique Ganso, que estava com dores musculares, além de não ter escalado o lateral-direito Bruno, fora os lesionados Luis Fabiano, Souza e Dória.

O trio, aliás, é dúvida para o jogo e receberá bastante atenção da comissão técnica nos próximos dias. O São Paulo vê os confrontos com o San Lorenzo como um mata-mata antecipado para ficar com a segunda vaga do seu grupo nas oitavas de final Libertadores. O Corinthians é visto como o favorito para terminar como líder e os jogos entre são-paulinos e argentinos serão pelas duas próximas rodadas.

Por isso, a partida contra a Ponte Preta, em Campinas, ficará em segundo plano. Muricy já indicou, inclusive, que deve dar chance como titular para o volante Hudson, um dos destaques contra o São Bento. "Ele joga em várias posições, sempre se prepara muito bem e é um jogador muito útil. A oportunidade aparece, ele mostrou que está bem e ganhou muitos pontos'', comentou.

Mais conteúdo sobre:
futebol Paulistão São Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.