São Paulo é apontado pela Conmebol como o 3º melhor das Américas

Time do Morumbi fica atrás apenas de Boca Juniors e Independiente em lista; Santos, Inter e Cruzeiro também estão entre dez melhores

Felippe Scozzafave e Igor Ferraz, O Estado de S. Paulo

25 Setembro 2014 | 12h19

As competições continentais, principalmente a Libertadores, são os grandes "sonhos de consumo" dos clubes brasileiros, que enxergam nesses torneios uma melhor forma de expandir suas marcas no cenário mundial de ganhar dinheiro com premiações e bilheterias. Se depender da Conmebol, as equipes do Brasil estão com moral na América do Sul, já que, em ranking divulgado pela entidade nesta semana, quatro dos dez clubes melhores colocados no quesito tradição, disputam o Brasileirão, com destaque para o São Paulo, o terceiro nesse ranking.

Tricampeão da Libertadores e, recentemente, campeão da Copa Sul-Americana, o tricolor do Morumbi não esconde de ninguém que prefere vencer torneios continentais aos nacionais e mostra, pelo seu histórico, que obtém sucesso nessa mentalidade. Segundo a Conmebol, só fica atrás no ranking se comparado aos argentinos Independiente, maior campeão da Libertadores, e Boca Juniors, que, de 2000 para cá, venceu quatro vezes a competição mais importante do continente e duas vezes a Sul-Americana.

O outro time brasileiro bem colocado na lista da Conmebol é o Santos, que, assim como o São Paulo, é tricampeão da América. A equipe da Vila, que venceu sua última Libertadores em 2011, é a sexta colocada, atrás dos uruguaios Nacional e Peñarol, que, juntos, acumulam sete títulos da Libertadores. O Olímpia, do Paraguai, é o sétimo, à frente do Internacional de Porto Alegre, que tem três títulos continentais recentes e do Cruzeiro, que, além de ter conquistado duas vezes a Libertadores, é figura constante nas principais competições do continente. O Estudiantes, da Argentina, é o décimo.

Entre as outras equipes do Brasil que aparecem com destaque no ranking da Confederação Sul-Americana, o Grêmio é o 13º e o Vasco, o 19º. Já Corinthians e Atlético-MG, últimas equipes do País a conquistarem a América, sequer foram citadas na lista.


Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.