São Paulo e Atlético-MG ficam no 0 a 0

Só o goleiro Rogério Ceni teve o que festejar, no fraco empate por 0 a 0 entre Atlético Mineiro e São Paulo, nesta quarta-feira, no Mineirão, em Belo Horizonte. O capitão são-paulino completou 618 jogos e se tornou o atleta que mais defendeu o clube na história. O resultado não foi bom para nenhuma das equipes, especialmente para o campeão da Copa Libertadores, que adia por mais uma rodada a prometida reação no Brasileiro - é o 16.º colocado, com 17 pontos, e pega o Juventude, domingo, em Caxias do Sul. O Atlético-MG segue na zona do rebaixamento: está em 19.º lugar, com 15.No primeiro tempo, o time paulista esteve irreconhecível. Os laterais até conseguiram bons avanços, mas os cruzamentos não encontraram ninguém na área. O trio de zagueiros errou vários passes, mas pelo menos passou no teste do jogo aéreo: salvou todos os irritantes e improdutivos cruzamentos do rival. Em noite de pouquíssima inspiração, os comandados de Tite tiveram espaço para pressionar, mas o ataque mostrou toda sua limitação. Tanto que o primeiro lance perigoso só ocorreu aos 27 minutos, quando Luís Mário deu ótimo passe para Fábio Junior, que errou a conclusão. Três minutos depois, Rogério Ceni defendeu, no reflexo, o chute de Marques, dentro da área.Os visitantes só ameaçaram aos 40, quando Josué dominou na entrada da área, mas bateu por cima do gol. Antes do intervalo, Alex salvou gol certo do adversário, quando Marques já se preparava para finalizar.Piorou - O quadro não mudou em nada no segundo tempo. O Atlético seguiu pressionando, sem qualquer organização. Por outro lado, o São Paulo teve muito trabalho para ir ao ataque. A situação para os visitantes piorou aos 15 minutos, quando Danilo foi expulso, após dar entrada em Rubens Cardoso - que, apesar de desnecessária, não foi tão violenta a ponto de merecer o cartão vermelho.O problema é que o time de Paulo Autuori perdeu o já escasso poder de criação de jogadas, e praticamente não levou perigo a Danrlei. Faltou pouco para os mineiros abrirem o placar, na jogada rápida de Edson Araújo, que ganhou na velocidade de Renan e Alex, mas bateu em cima de Rogério Ceni.Nada deu certo para o São Paulo. Aos 24, o goleiro-artilheiro teve uma boa chance, na cobrança de falta, mas o chute parou na barreira. O ponto ganho em Belo Horizonte, se não chegou a ser de todo ruim, é pouco para o time que ainda pensa em se recuperar no campeonato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.