São Paulo e Corinthians duelam por uma vaga na final

Um busca reencontrar o caminho das grandes conquistas. O outro joga para manter a hegemonia de time de chegada dos últimos anos. Conquistar um resultado positivo neste domingo, às 16 horas, no clássico do Morumbi, significa chegar à decisão do Campeonato Paulista e virou obrigação para os egos aflorados.

FÁBIO HECICO E GIULIANDER CARPES, Agencia Estado

19 de abril de 2009 | 08h39

Apenas um terá do que comemorar. Corinthians, sem perder há 23 jogos e na busca da Taça dos Invictos, e São Paulo, precisando de vitória simples para dar o troco do jogo de ida, se encaram no estádio tricolor em clima nada amistoso.

Desde os 2 a 1 da semana passada, no Pacaembu, corintianos e são-paulinos trocam farpas. Delicadas e com sutileza. Muricy Ramalho disse que seu time fará a decisão. Mano Menezes retrucou dizendo que o amigo não sabe de ?futurologia?. Hernanes afirmou que é o São Paulo quem manda no Morumbi. Dentinho lembrou que o clube alvinegro costuma dar sorte na casa do rival, onde vem de três empates e uma vitória.

Apesar de o Corinthians jurar que a Copa do Brasil é a prioridade e o São Paulo só falar da Libertadores, ambos estão tratando o jogo com grande importância. Os técnicos escondem times, esquemas... No meio de semana pouparam titulares.

?Ganhar título é sempre importante, não importa qual. Time grande vive de conquistas?, afirmou Mano. ?O Paulista só não é importante para quem ganha. Mas quem perde sente muito?, rebateu Muricy.

O time alvinegro joga por um empate para chegar à decisão. Assim, chegaria ao 21.º jogo do Paulista sem perder e levaria do Morumbi a Taça dos Invictos, com o São Paulo - que fez o recorde de 20 partidas sem derrota - desde 2007. Ao clube tricolor basta um triunfo simples. Desta maneira, evitaria eliminação nas semifinais pelo segundo ano consecutivo e acabaria com a pompa do adversário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.