São Paulo e Inter lutam pela vaga na Libertadores

São Paulo e Internacional, os dois únicos times brasileiros que restam na disputa da Copa Libertadores da América, entram em campo nesta quarta-feira, em busca de vaga nas semifinais do torneio. Os paulistas recebem os argentinos do Estudiantes no Morumbi, enquanto os gaúchos jogam em casa, no Beira-Rio, contra os equatorianos da LDU. Os dois brasileiros vivem situações parecidas. Como perderam nos jogos de ida, disputados antes da Copa do Mundo da Alemanha, eles precisam da vitória nesta quarta-feira. Na Argentina, o São Paulo foi derrotado por 1 a 0. E no Equador, o Inter perdeu por 2 a 1. De qualquer maneira, São Paulo e Inter vão contar com o apoio de seus torcedores para reverterem essas situações. Tanto o Morumbi quanto o Beira-Rio estarão lotados nesta quarta-feira. O clube gaúcho entra em campo primeiro, já que seu jogo começa às 19h15. Já os paulistas jogam a partir das 21h45. Desfalques Para tentar reverter a vantagem do Estudiantes, o São Paulo terá a ausência de dois titulares importantes: os zagueiros Lugano e André Dias estão suspensos. Além disso, o lateral-esquerdo Júnior se recupera de um entorse no tornozelo e sua escalação é dúvida. Em compensação, o atacante Aloísio se livrou da contratura muscular na coxa direita e deve jogar ao lado de Ricardo Oliveira no ataque. Atual campeão da Libertadores, o São Paulo está em busca de seu quarto título na competição. Além da motivação natural por jogar uma partida de quartas-de-final de um torneio tão importante, o time do técnico Muricy Ramalho está embalado pela boa campanha no Campeonato Brasileiro: é o líder isolado. Sem problemas Enquanto o São Paulo entra em campo desfalcado, o Inter terá força máxima contra a LDU. O técnico Abel Braga poupou todos os titulares na última rodada do Campeonato Brasileiro - derrota para o Juventude no domingo - e poderá escalar o time que considera ideal. Em busca de seu primeiro título da Libertadores, o Inter pretende usar o toque de bola rápido para superar a LDU e chegar à semifinal. A favor do time gaúcho há a boa campanha no Brasileiro - é o terceiro colocado - e a crise do adversário - o técnico Juan Carlos Oblitas já avisou que deixa a equipe equatoriana após o torneio.

Agencia Estado,

19 Julho 2006 | 08h56

Mais conteúdo sobre:
libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.