São Paulo e Palmeiras fazem clássico da rodada no Morumbi

Equipes se enfrentar a partir das 16h10 em confronto válido pela 17.ª rodada do Campeonato Paulista 2009

Juliano Costa e Marcius Azevedo - Jornal da Tarde,

27 de março de 2009 | 22h58

AE

Washington e Keirrison são as principais esperanças de gols no clássico deste domingo no Morumbi

SÃO PAULO - A meta do São Paulo nesse duelo é se classificar com antecedência. A do Palmeiras, já confirmado na semifinal, é atrapalhar o rival e assegurar o primeiro lugar na fase de classificação, garantindo, assim, vantagem na fase final do Paulistão. Sinal de que o Morumbi deve pegar fogo neste sábado, a partir das 16h10, com a disputa do clássico paulista de maior rivalidade nos últimos tempos. O confronto terá acompanhamento online do estadao.com.br e transmissão ao vivo pela rádio Eldorado/ESPN, também no FM 107,3.

Veja também:

linkArtilheiros de São Paulo e Palmeiras trocam elogios

tabela Campeonato Paulista - Tabela e resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão 

"Vamos respeitar o Palmeiras, mas ele já está classificado e nós, não. Temos de atacar para conseguir os pontos necessários para garantir a nossa vaga", disse o zagueiro André Dias, um dos titulares do São Paulo. "Não adianta pensar em outro resultado: precisamos vencer para classificar", reforçou o goleiro Rogério Ceni.

O São Paulo, no entanto, não depende apenas de suas forças para se classificar antecipadamente já neste sábado. O time do técnico Muricy Ramalho, com 33 pontos e em terceiro lugar, precisa vencer o Palmeiras e torcer por derrotas de Portuguesa (31) e Santos (30), além de um empate do Santo André (27), nesta 17.ª rodada.

"A última rodada não ajudou muito a gente. A Portuguesa conseguiu marcar no finalzinho (empate com o Mirassol). A classificação poderia estar mais próxima. Agora, teremos de vencer o clássico", afirmou o volante Zé Luis, consciente de que o São Paulo precisa mostrar sua força nestas três últimas rodadas da primeira fase do Paulistão.

A vitória sobre o Palmeiras não seria benéfica ao São Paulo apenas para garantir uma vaga. "Derrotar um rival sempre dá moral", resumiu o zagueiro Rodrigo. Até porque, são-paulinos e palmeirenses podem se encontrar brevemente no mata-mata do Paulistão e até, quem sabe, nas fases eliminatórias da Libertadores.

São Paulo
Rogério Ceni; Zé Luís, André Dias, Rodrigo e Júnior César; Jean, Arouca, Hernanes e Jorge Wagner; Borges (Dagoberto) e Washington
Técnico: Muricy Ramalho
Palmeiras
Marcos; Sandro Silva, Maurício Ramos, Danilo e Marcão; Pierre, Jumar, Cleiton Xavier e Marquinhos; Willians e Keirrison
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Árbitro: Wilson Luiz Seneme

Estádio: Morumbi, em São Paulo (SP)

Horário: 16h10

Rádio: Eldorado/ESPN - AM 700 FM 107,3

TV: Globo e Band

Se o São Paulo pensa só no clássico deste sábado, o foco palmeirense já há algum tempo é o duelo com o Sport pela Libertadores, dia 8 de abril, em Recife. Como perdeu nas duas primeiras rodadas da competição continental, o Palmeiras precisa vencer o time pernambucano para continuar com chances de classificação.

Como já está classificado no Paulistão, com 40 pontos em 16 jogos, o técnico Vanderlei Luxemburgo vem fazendo testes nas últimas partidas no campeonato estadual. Mas, pensando no clássico deste sábado, ele poupou os pendurados Danilo e Pierre no jogo contra o Bragantino justamente para ter a maior força possível diante do São Paulo.

Para o atacante Keirrison, estrela da companhia palmeirense nesta temporada, não há favorito, apesar de o jogo ser no Morumbi e a responsabilidade maior do São Paulo. "Não vejo um time melhor que o outro. Cada elenco tem suas virtudes, suas qualidades e seus defeitos. Até por isso, aposto num jogo equilibrado", afirmou o artilheiro do Paulistão, com 12 gols marcados até agora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.