Rubens Chiri/saopaulofc.net
Rubens Chiri/saopaulofc.net

São Paulo e prefeitura assinam concessão da área do CT da Barra Funda por 40 anos

Com a oficialização do acordo, clube do Morumbi assume o compromisso de construir duas creches na cidade como forma de ação social

Redação, Estadão Conteúdo

28 de dezembro de 2021 | 11h58

Em evento com a presença do prefeito Ricardo Nunes, o São Paulo acertou nesta terça-feira a concessão do uso do CT da Barra Funda por 40 anos. O acordo foi oficializado com a assinatura da escritura de ratificação da concessão pelo presidente do clube, Julio Casares. No CT da Barra Funda, há três campos para treinamento, um alojamento completo, deparmento médico e de recuperação de atletas e toda a infraestrutura de um clube profissional do tamanho do São Paulo.

A reunião entre o prefeito e o mandatário tricolor formalizou os primeiros 40 anos de concessão da área, que se encerra em janeiro de 2023. Pelo acordo, o São Paulo se compromete a entregar duas creches em locais indicados pela Secretaria Municipal de Educação, nos bairros de São Mateus e Grajaú, como contrapartida. O clube arcará com todos os custos da obra.

Em janeiro de 2023, a concessão será ampliada por até 40 anos, sendo 20 anos prorrogáveis por outros 20 anos, com novas contrapartidas a serem discutidas pelas partes. "O São Paulo assume neste ato a construção de duas creches, o que nos dá muita alegria. Como instituição, é muito importante ver os movimentos sociais da cidade que têm direcionamento e foco junto às comunidades. Temos o benefício do comodato, mas também daremos uma contrapartida importante para a sociedade paulistana", disse Julio Casares.

O prefeito Ricardo Nunes também celebrou o acordo. "Assinamos o termo que amplia a concessão de uso da área por 20 anos renováveis por mais 20 anos. Portanto, esse espaço importante onde o São Paulo desenvolve suas atividades vai poder ser utilizado, e bem utilizado, por mais 40 anos. O São Paulo fará a construção de duas creches, em uma ação social muito importante. Estamos felizes pela parceria, fortalecendo os laços entre Prefeitura e clube", afirmou.

UM POUCO DA HISTÓRIA

Batizado com o nome "Frederico Antônio Germano Menzen", o CT do São Paulo foi inaugurado em 9 de abril de 1988, conforme informa o site do clube. Naquela época, era comum chamar o local de CT da Lapa. A área tem 44.472 metros quadrados. O terreno foi negociado em 1982. As obras ocorreram entre 1984 e 1988, no terreno localizado entre o Ribeirão da Água Preta, a então várzea do Rio Tietê, e a Av. Emissário, atual Marquês de São Vicente. O CT leva o nome de um dos presidentes do clube da década de 1930.

O local, mais recentemente, foi usado pela seleção americana de futebol durante a Copa do Mundo de 2014. É onde a equipe são-paulina se concentra para as partidas. Alguns atletas moram no CT. Parte da gestão do futebol trabalha no local.

Em 1979, o então prefeito Reynaldo de Barros designou o assessor, Marcelo Figueiredo Portugal Gouvêa, para cuidar das concessões de terrenos para clubes de futebol da cidade. São Paulo, Palmeiras, Corinthians, Portuguesa e Juventus seriam beneficiados pela medida. Por dois anos foram estudadas as áreas. Em 5 de agosto de 1981, Marcelo encaminhou formalmente à Prefeitura a decisão do São Paulo: Barra Funda. Em 3 de novembro de 1981 o prefeito assinou a concessão de uso, a partir de 1982, por 40 anos e com a condição de que, sempre que a Prefeitura pedisse, o terreno estivesse à disposição de projetos e entidades sociais.

Com ainda muito a se fazer, o CT foi parcialmente inaugurado em 22 de junho de 1985 em partida do time misto (chamado também de Expressinho), que atuou com o uniforme 2. Quase três anos depois, as obras foram concluídas. A cerimônia de inauguração contou com hasteamento de bandeiras, execução de hinos, pronunciamentos da diretoria, homenagens a personalidades históricas, exibição de times do Tricolor e uma confraternização com cerveja e churrasco. Naquela ocasião, a propriedade contava com três campos de futebol, arquibancada para 2 mil pessoas, prédio com 16 apartamentos duplos e piscina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.