Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

São Paulo e Santos: decisão na Libertadores

Dois clubes paulistas iniciam nesta quarta-feira a briga por uma vaga nas semifinais da Copa Libertadores da América - a mais importante competição do futebol na América Latina. Às 19h30, no Morumbi, o Tricolor pega o Deportivo Táchira, da Venezuela. Às 21h45, na Vila Belmiro, o Santos enfrenta o Once Caldas, da Colômbia. Os times brasileiros dois querem ganhar por uma boa diferença de gols, para jogar com folga na partida de volta. Na teoria, o São Paulo não teria grande dificuldade para passar pelo time venezuelano. Os adversários não têm tradição no futebol - gostam mais de beisebol e basquete - e não contam com nenhum jogador de nome. Mas o clima no clube brasileiro é de precaução e pouco barulho. A comissão técnica está preocupada com a reação dos atletas do Táchira, que ficaram bastante irritados com algumas críticas que receberam nos últimos dias no Brasil. Os são-paulinos acreditam que eles vão tentar dar o troco em campo. "Eles estão motivados para fazer o jogo de suas vidas", apostou o técnico Cuca. Mesmo assim, quase 50 mil ingressos já foram vendidos para o confronto. A expectativa dos dirigentes é de mais de 65 mil pagantes.A indisposição entre venezuelanos e brasileiros teve início no fim de semana, quando o diário Lance! publicou reportagem na qual chamou os venezuelanos de "gordinhos" e acrescentou algumas declarações de componentes da comissão técnica são-paulina sobre o tema. Segundo a nota, o Táchira até parecia um time de futebol americano. SANTOS - O técnico Vanderlei Luxemburgo está tratando o jogo desta quarta-feira contra o Once Caldas, às 21h45 na Vila Bemiro, como uma grande partida de 180 minutos para conter a ansiedade de seus jogadores. Ele quer os santistas com o maior tempo de posse de bola possível e armou sua equipe para surpreender a forte marcação esperada por parte do Once Caldas com jogadas pelas pontas, aproveitando principalmente as subidas do lateral-direito Paulo César. "Primeiro temos que jogar noventa minutos e depois decidir a classificação. Se ganharmos de 1 a 0, muito bem, ficamos em vantagem. Se não der, terá o segundo jogo para garantir a classificação", disse Luxemburgo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.