São Paulo e Santos disputam Tcheco

São Paulo ou Santos? O Al-Itthad, da Arábia Saudita, decide nesta semana qual é a melhor oferta para a transferência do meia Tcheco, por empréstimo de um ano. O Cruzeiro, com menos chances, também luta pelo jogador, que deixou o Coritiba há um ano e meio. "Os três clubes fizeram boas ofertas e os árabes estão decidindo. A certeza é que meu filho vai defender um desses três times em 2005", diz José Antonio, pai e procurador de Tcheco. Ele explica quais as principais armas de Santos e São Paulo. "O Ricardinho é amigo do meu filho e está fazendo força para eles jogarem juntos. E o São Paulo foi o primeiro clube que nos procurou, em agosto.Isso conta muito. O Cruzeiro foi o último a fazer proposta e por isso está um pouco atrás nessa briga. Além disso, os clubes de São Paulo vão jogar a Libertadores, que é uma competição muito importante. E isso faz a diferença." José Antonio é realista e sabe que a opinião do jogador conta pouco. "Acho que uns 20%. O importante para nós é que o Tcheco conseguiu voltar ao Brasil." A provável contratação de Petkovic pelo Al-Itthad também conta na liberação de Tcheco. Mais do que a promessa dos árabes de que ele ficaria livre de cumprir o último ano de contrato caso o time fosse campeão da Ásia. "Isso nós já conseguimos. E estamos esperando pela paga da promessa." Para voltar ao Brasil, Tcheco aceita diminuir os salários, que na Arábia correspondiam a R$ 90 mil mensais. "O importante é voltar."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.