São Paulo: em busca do único título do ano

O São Paulo entrará em campo nesta quarta-feira, às 21h40, em La Paz, pensando no único título que poderá conquistar em 2003. Eliminado pelo Goiás na Copa do Brasil, vice-campeão paulista e sem chances de vencer o Brasileiro, eliminar o Strongest, pelas quartas-de-final da Copa Sul-Americana, passou a ser muito importante. Afinal, até a luta por uma vaga na Libertadores está difícil, e é preciso ganhar alguma coisa no ano.O técnico Rojas escalou praticamente o mesmo time que venceu o São Caetano por 1 a 0, domingo ? a exceção é Ricardinho, com o joelho inflamado, que dará lugar a Fábio Simplício. Gustavo Nery continuará sendo o terceiro zagueiro e Fábio Santos terá nova chance na lateral esquerda.O time viajou na segunda-feira para Santa Cruz de La Sierra, onde treinou. Os jogadores chegariam à altitude de La Paz ? 3600 m ? somente nesta quarta-feira à tarde. ?A altitude sempre é um problema, mas estamos preocupados mesmo é com o Strongest, que é um bom time?, disse o treinador são-paulino.Apesar de o adversário ser um time que surpreendeu para conseguir a sua vaga nas quartas-de-final ? eliminou o San Lorenzo, campeão do ano passado, vencendo em casa por 2 a 0 e perdendo em Buenos Aires por 2 a 1 ?, a maioria dos jogadores são-paulinos desconhece o Strongest.?Não sei nada sobre eles, nem a cor do uniforme, mas sei que se a gente tiver cuidado no começo e muita vontade em campo, consegue sair com a vitória?, disse Kléber, artilheiro do São Paulo na competição, com três gols.Esta será a primeira partida internacional de Diego Lugano pelo São Paulo. E ele não esconde a surpresa com o desprezo dos brasileiros pela competição. ?Tem muitos times fortes, como o Boca e o River, e é importante ganhar um campeonato internacional. O jogo do Nacional com o Alianza Lima, em Montevidéu, tinha 40 mil pessoas, mas aqui no Brasil ninguém liga para a Sul-Americana?, disse, intrigado.Lugano poderá colocar em prática um estilo mais duro, como fazia no Uruguai. ?No Brasil, os juízes apitam tudo. Sempre é falta, mas em jogos internacionais é diferente. A bola corre mais tempo e não se apita tantas faltas.?LUIS FABIANO - O atacante Luís Fabiano fará o seu segundo jogo pela Sul-Americana e está em busca de seu primeiro gol na competição. Estreou contra o Fluminense, mas foi expulso por ter dado uma cotovelada em Rodolfo. Este ano, pelo São Paulo, já marcou 42 gols em 49 jogos. ?Vamos ver se consigo fazer um gol também nessa Copa. Gol sempre é bom?, brinca o atacante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.