Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

São Paulo empata com o Fluminense e chega ao quinto jogo sem vitória no Brasileirão

Com o 1 a 1 diante do rival carioca, equipe sai de campo vaiada pelos 17 mil torcedores presentes no Morumbi

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

25 de junho de 2017 | 18h03

O São Paulo acumulou a quinta partida sem vitória no Campeonato Brasileiro ao empatar com o Fluminense por 1 a 1. O time fez um gol cedo, mas sofreu o empate na etapa final e não conseguiu reagir, apesar de pressionar. Ao final, torcida vaiou o time pelo resultado no estádio do Morumbi.

O técnico Rogério Ceni abriu mão dos três zagueiros e montou o time com duas novidades na escalação: Araruna e Denilson. O primeiro, que é volante de origem, entrou como lateral-direito, enquanto o atacante ganhou a vaga que foi de Cicero na última partida. Com isso, o treinador colocou Cueva na armação das jogadas e utilizou Denilson no ataque pelo lado esquerdo.

Só que se com a bola o time se posicionava em um 4-3-3, na defesa os dois atacantes pelos lados, Denilson e Marcinho, recompunham o setor defensivo, ajudando na marcação dos laterais adversários. Assim, o time se mostrava compacto e tenta bloquear os espaços para o adversário.

O gol logo no início da partida também ajudou o São Paulo. Aos 6 minutos, em uma cobrança de falta de Cueva, a bola foi até o lado esquerdo para Denilson, que tocou para o meio da hora onde estava Jucilei. O volante mandou para o gol, sem dificuldade, e marcou pela primeira vez com a camisa do clube.

A vantagem no placar de um ânimo para os donos da casa, que poderiam ter feito o segundo com Marcinho, pouco depois, mas o atacante chutou para fora, com perigo. Apesar do poder ofensivo, o São Paulo errava muito os passes finais que poderiam acabar em gol, e isso incomodava os atletas.

Só que aos poucos o Fluminense foi melhorando na partida e passou a levar perigo principalmente pelo lado esquerdo de sua ataque. E foi aí que a estrela do goleiro Renan Ribeiro começou a brilhar. Aos 27, no cruzamento para a área, Henrique Dourado, artilheiro do Brasileirão, subiu sozinho e cabeceou, mas o goleiro são-paulino fez um milagre e espalmou.

O Fluminense manteve a pressão e chegou novamente pela esquerda, desta vez com Léo. Ele cruzou, Henrique Dourado finalizou e Renan Ribeiro fez ótima defesa. Depois, emendou mais dois milagres na sequência, daqueles tipos de defesa que marcam a carreira de um goleiro. E garantiu a vantagem do time paulista antes do intervalo.

No segundo tempo o Fluminense conseguiu empate em um lindo chute de Wendel, da intermediária. A bola entrou no canto, sem chance para Renan Ribeiro. Pouco depois, o goleiro do São Paulo espalmou um chute de Gustavo Scarpa que poderia ter dado a virada para os cariocas.

A partir daí, só deu São Paulo. A primeira chance foi com Pratto, que mandou para fora. Depois, Ceni tirou Cueva, que não estava muito inspirado, e colocou Lucas Fernandes. O jovem deu outro ritmo à equipe e por pouco não fez o segundo, aos 26, quando obrigou Júlio César a espalmar e fazer boa defesa. Pouco depoi, o meia chutou com perigo, por cima do gol.

O São Paulo insistiu em busca do resultado positivo. Ceni ainda colocou Thomaz para tentar o gol da vitória e o time cruzou diversas bolas na área, mas a defesa do Fluminense afastava todas as bolas que podia e a equipe carioca já nem tentava mais o ataque.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 1 x 1 FLUMINENSE

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Araruna, Lugano, Rodrigo Caio e Junior Tavares; Jucilei, Thiago Mendes e Cueva (Lucas Fernandes); Marcinho, Pratto e Denilson (Thomaz). Técnico: Rogério Ceni.

FLUMINENSE: Júlio César; Lucas, Reginaldo, Henrique e Léo; Orejuela, Wendel (Marquinho) e Gustavo Scarpa (Renato); Richarlison, Henrique Dourado e Marcos Calazans (Wellington Silva). Técnico: Abel Braga.

Gols: Jucilei, aos 6 minutos do 1º tempo;  Wendel, aos 5 minutos do 2º tempo.

Árbitro: Anderson Daronco (RS).

Cartões amarelos: Lugano e Lucas.

Renda: R$ 448.293,00.

Público: 17.742 pagantes.

Local: Morumbi, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.